www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 18 mai 08:00

OPA chinesa à EDP vista “com cuidado” por Madrid

OPA chinesa à EDP vista “com cuidado” por Madrid

O ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Wang Yi, está em Lisboa para fazer um balanço sobre a Parceria Estratégica Global com Portugal.

Ao contrário do Governo português, que quase imediatamente deu o seu sim à OPA da China Three Gorges sobre a EDP, Madrid diz que terá de “olhar com muito cuidado para todas as implicações” antes de decidir se vai conceder as “autorizações correspondentes”.

Álvaro Nadal, ministro espanhol da Energia, espera que a empresa chinesa peça nas próximas semanas a devida autorização a Espanha, tendo em conta que a EDP é um dos principais operadores no país, incluindo o controlo de ativos nucleares.

Na opinião do governante espanhol, a CTG está a meter-se num “vespeiro regulatório”, já que para ser bem sucedida a OPA tem de passar por um complicado processo de autorizações, que inclui os reguladores espanhóis e também norte-americanos.

Reforçando a “complexidade regulatória”, sublinhou ainda os eventuais problemas na autorização à OPA por parte da Comissão Europeia, tendo em conta a normativa que impede que a mesma entidade detenha ativos de transporte (REN) e de distribuição de eletricidade (EDP) no país.

Na opinião de Steven Santos, analista do BIG, a OPA “compromete futuros aumentos de posição na REN pela State Grid (tem 25%), dado que a REN e a EDP não podem ser controladas pelo mesmo acionista (neste caso, o Estado Chinês via CTG na EDP e State Grid na REN)”.

Questionada, a REN não comenta, mas o DN/Dinheiro Vivo sabe que uma delegação da State Grid esteve em Lisboa, dias antes do anúncio da OPA. Fontes financeiras consideram que a coincidência de agenda não terá sido um acaso.

Hoje, o ministro chinês dos Negócios Estrangeiros, Wang Yi, está em Lisboa para um encontro com o homólogo Santos Silva, para fazer um balanço sobre a Parceria Estratégica Global entre Portugal e a China.

1
1