rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 16 mai 16:24

"Vexado", Marcelo diz que é hora de agir

"Vexado", Marcelo diz que é hora de agir

O Presidente da República defende que este é o momento para travar a escalada de violência.

Veja também:

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sentiu vergonha, sentiu-se "vexado pela imagem projetada por Portugal no mundo", depois do episódio de violência perpetrado por 50 indivíduos encapuzados, em Alcochete, que resultou em agressões a jogadores e equipa técnica do Sporting.

"Vexado porque Portugal é uma potência no desporto, nomeadamente no futebol profissional, e vexado pela gravidade do que aconteceu. As reações que tive de fora foram no sentido de serem situações graves que não podemos banalizar, sob pena de permitirmos escaladas que são más para o desporto português e para a sociedade portuguesa", declarou o Presidente da República, em Leiria, à margem de uma conferência dedicada a Mariano Gago.

Marcelo determina este como o momento para agir, para tomar medidas que estanquem a escalada de violência, e apelou a uma reflexão profunda. "Este é o momento de travar a escalada. Se não for travada agora, quando o for, mais adiante, será por meios muito mais drásticos", sublinhou.

Vítimas apresentaram queixa

Os atos de violência cometidos por cerca de 50 indivíduos encapuzados, no centro de treinos do Sporting, correram o mundo. Os jogadores do Sporting e a equipa técnica foram agredidos no balneário.

Bruno de Carvalho estava em Alvalade e quando chegou a Alcochete, os jogadores abandonaram a Academia. As vítimas apresentaram queixa na GNR e Jesus cancelou o treino desta quarta-feira, que serviria de preparação para a final da Taça de Portugal, agendada para domingo, com o Desportivo das Aves.

1
1