sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 17 abr 16:50

Indemnizações devido a cancelamento de voos podem chegar aos 7 milhões de euros

Indemnizações devido a cancelamento de voos podem chegar aos 7 milhões de euros

É o resultado das perturbações na TAP e na Ryanair.

As perturbações em voos da TAP e da Ryanair no período da Páscoa terão afetado cerca de 19 400 passageiros e podem representar cerca de sete milhões de euros em compensações. As contas são da AirHelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos.

Segundo a mesma, os voos da TAP realizados entre 24 de março e 8 de abril afetaram cerca de 13 600 passageiros que “são elegíveis para receberem compensações” no âmbito do regulamento EC261, o que poderá representar cerca de 5,2 milhões de euros. Já em relação à Ryan-air foi estimado que cerca de 5800 passageiros são elegíveis para receber compensações, as quais poderão representar, no total, cerca de 1,8 milhões de euros.

“Neste período, cerca de 40% dos voos da TAP de ou para Portugal sofreram perturbações. Cerca de 900 voos tiveram um atraso entre 15 e 180 minutos, cerca de 25 voos atrasaram-se mais de 180 minutos e mais de 120 voos foram cancelados”, concluiu a AirHelp.

Sobre a transportadora aérea de baixo custo irlandesa, a empresa analisou que 20% dos voos com partida ou chegada a Portugal sofreram perturbações. “Cerca de 170 voos tiveram um atraso entre 15 e 180 minutos, perto de 10 voos tiveram um atraso superior a 180 minutos e cerca de 40 voos foram cancelados”, diz a mesma. 

As contas da AirHelp, presente em Portugal desde 2013, são simples: todos os anos, cerca de 13 milhões de passageiros têm direito a uma compensação e mais de 5 mil milhões de euros ficam por reembolsar. É aqui que a AirHelp entra. Fornecendo “justiça como um serviço”, a empresa ajuda os passageiros aéreos de todo o mundo a obterem compensações por atrasos, cancelamentos ou impedimentos de embarque em voos ocorridos nos últimos três anos.

1
1