eco.pteco.pt - 17 abr 13:14

Pesquisa por III Guerra Mundial dispara após ataque à Síria

Pesquisa por III Guerra Mundial dispara após ataque à Síria

O número de pesquisas feito por "III Guerra Mundial", no motor de busca do Google, disparou este sábado, depois de os Estados Unidos, França e Reino Unido atacarem a Síria.

O Google Trends registou, no sábado passado, um aumento considerável do número de pesquisas feito por “III Guerra Mundial”, não só em Portugal, mas também no resto do mundo.

A frase “III Guerra Mundial” atingiu, em Portugal, o seu pico de popularidade máximo a 14 de abril (100), dia em que os Estados Unidos, França e Reino Unido lançaram uma ofensiva, com mais de 100 mísseis, contra instalações de armas químicas na Síria, depois dos ataques do regime sírio, na cidade de Douma, contra a população usando este tipo de armas, proibidas desde 1968, ano em que ainda decorria a Guerra do Vietname.

Os resultados obtidos vieram, assim, contrariar a tendência registada nos últimos três meses. Isto é, até abril eram poucos os utilizadores a pesquisarem por “III Guerra Mundial”.

A última vez que houve um aumento considerável do número de pesquisas feito por “III Guerra Mundial” foi em abril de 2017, precisamente, na altura em que Donald Trump ordenou um ataque, com mísseis, a um aeródromo sírio, precisamente pelas mesmas razões, ou seja, as suspeitas de uso de armas químicas contra a população. O facto de o ataque ter sido levado a cabo por uma coligação entre Estados Unidos, Reino Unido e França fez recordar a aliança estabelecida para levar a cabo o ataque com o Iraque e a longa ofensiva que se seguiu.

No gráfico acima apresentado podemos ver o interesse de pesquisa, por parte de um utilizador, na frase “III guerra mundial” entre janeiro e abril de 2018.

A escala de “interesse ao longo do tempo” do Google Trends varia entre 0 e 100, sendo que 0 representa o valor mais baixo de pesquisas (ou seja, não houve dados suficientes para um determinado termo ou frase) e 100 o valor mais alto.

1
1