visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 17 abr 12:22

Canadá retira diplomatas de Cuba devido a doença misteriosa

Canadá retira diplomatas de Cuba devido a doença misteriosa

Sem certezas sobre a causa dos sintomas pouco comuns, mas com especialistas a falar num novo tipo de lesão cerebral, o Canadá vai retirar os diplomatas da sua embaixada em Cuba

Os sintomas, que incluem tonturas, dores de cabeça e náuseas, foram reportados em 2017 por 10 dos 27 cidadãos canadianos ligados à embaixada do país em Cuba e também afetaram, na altura, diplomatas dos Estados Unidos e os seus familiares.

Não há casos novos desde o final do ano passado, mas o Canadá continua a investigar a doença misteriosa e mandou retirar o pessoal diplomático de Havana. Algumas famílias que tinham já regressado a casa experimentaram uma redução na intensidade dos sintomas antes de voltarem a Cuba, adianta a Reuters, que cita um responsável canadiano.

A mesma agência avança que o Canadá têm informações de médicos nacionais e norte-americanos que levantam a possibilidade de se tratar de um tipo de lesão cerebral adquirida. Recorde-se que, no ano passado, a hipótese de um ataque sónico, que chegou a ser levantada pelos EUA, foi considerada improvável.

Em declarações aos jornalistas, um porta-voz do Governo adiantou que as análises efetuadas ao ar e à água não revelaram qualquer pista.

Em março deste ano, os Estados Unidos anunciaram que iam manter definitivamente o corte de dois terços na sua representação diplomática em Havana, dada a ausência de explicações para os sintomas dos norte-americanos.

1
1