ionline.sapo.ptionline.sapo.pt - 16 abr 12:46

Adepto do Benfica vai a julgamento por homicídio de Marco Ficcini

Adepto do Benfica vai a julgamento por homicídio de Marco Ficcini

Além de Luis Pina, outros 21 suspeitos vão ser julgados por omissão de auxílio, participação em rixa

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu esta manhã que Luís Pina, acusado do homicídio do adepto italiano Marco Ficcini, vai ter de responder em tribunal. Além deste suspeito serão julgados outros 21 arguidos, 12 dos quais adeptos do Sporting, da claque Juve Leo, e nove adeptos do Benfica, dos No Name Boys.

Luis Pina está acusado de um homicídio e de quatro crimes de tentativa de homicídio, os restantes elementos que vão a julgamento responderão por omissão de auxílio, participação em rixa de dano com violência.

A fase de instrução, em que se decide se os acusados vão ou não a julgamento, é facultativa. Neste caso foi pedida por Luis Pina e outros oito arguidos.

Luis Pina tinha fundamentado, em requerimento a que a Lusa teve acesso, que nunca foi sua intenção atropelar a vítima, “muito menos matar um ser humano”.

A morte do cidadão italiano aconteceu em abril de 2017, tendo Luis Pina acabado por se entregar às autoridades. Depois de estar em prisão preventiva, o suspeito acabou por ser libertado por ter sido ultrapassado o prazo legal para decisão instrutória em casos com arguidos sujeitos a medida de coação privativa de liberdade. Uma decisão que hoje foi conhecida.

1
1