www.publico.ptpublico.pt - 14 mar 19:54

Ténis. Raonic superiorizou-se a Sousa no serviço

Ténis. Raonic superiorizou-se a Sousa no serviço

O tenista português só conseguiu ganhar um set ao canadiano.

Milos Raonic está nos oitavos-de-final do BNP Paribas Open pela primeira vez desde que saiu de Indian Wells com o troféu de vice-campeão, em 2016. Depois de um ano minado por lesões e que o levou a sair do "top-10" e a terminar no 24.º lugar do ranking, o canadiano continua com exibições irregulares, mas continua a ter no serviço uma arma temível e que lhe permitiu vencer João Sousa, em três sets.

“É sempre o mesmo com o Milos; ele serve bem. No terceiro set, serviu muito bem. Eu não fui capaz de servir da mesma forma que fiz no segundo set”, resumiu Sousa (85.º mundial), depois de, pela primeira vez em quatro duelos com Raonic, ter ganho um set, mas acabou por ceder ao fim de duas horas e 12 minutos: 7-5, 4-6 e 6-2.

O vimaranense obteve dois breaks, nos dois sets iniciais, aproveitando um par de duplas-faltas do adversário em cada. Só que uma paragem mais longa para Raonic ir à casa-de-banho antes do início da partida decisiva, quebrou o ritmo do tenista português. “Este tipo de estratégia nunca irei entender. Se tenho problemas digestivos, então vou, mas não penso que tenha sido esse o caso do Milos”, adiantou Sousa.

E na partida decisiva, Raonic não lhe permitiu qualquer break-point e terminou com 12 ases e somente três pontos perdidos dos 42 disputados com o seu primeiro serviço. “Precisava de me aliviar”, defendeu-se Raonic, antes de analisar a exibição: “Estou a hesitar em momentos cruciais do encontro e também não estou a reconhecer as coisas tão rapidamente, estou um pouco passivo.”

Raonic que, até Indian Wells, não ganhava dois encontros seguidos desde Agosto, vai discutir a passagem aos quartos-de-final com Marcos Baghdatis (102.º), que procura o seu melhor resultado em Indian Wells, obtido em 2006.

De regresso aos melhores resultados no primeiro Masters 1000 do calendário está igualmente Juan Martin del Potro (8.º). O argentino está nos "oitavos" pela primeira vez desde 2013, após eliminar David Ferrer (33.º), por 6-4, 7-6 (7/3). Segue-se o compatriota e amigo Leonardo Mayer (47.º).

Além de Del Potro, do "top-10", sobrevivem apenas Roger Federer (1.º), que mede forças com Jérémy Chardy (100.º), e Kevin Anderson (9.º), que defronta Pablo Carreño Busta (14.º).

No torneio feminino, o lote de favoritas ficou reduzido a Simona Halep (1.ª WTA), Karolina Pliskova (5.ª), Venus Williams (8.ª) e Angelique Kerber (10.ª), depois da eliminação de Caroline Wozniacki (2.ª). A campeã do Open da Austrália falhou a presença nos quartos-de-final, ao perder com Daria Kasatkina (19.ª), por 6-4, 7-5. Esta foi a segunda vitória da russa de 20 anos sobre Wozniacki este ano.

1
1