mag.sapo.ptmag.sapo.pt - 14 mar 16:54

Almeida Faria e outros escritores lusófonos participam na Feira do Livro de Leipzig

Almeida Faria e outros escritores lusófonos participam na Feira do Livro de Leipzig

Além de Almeida Faria, de 74 anos, distinguido em 2010 com o prémio da Universidade de Coimbra, participam os escritores Isabela Figueiredo e Rui Cardoso Martins, que “farão itinerâncias ...

Além de Almeida Faria, de 74 anos, distinguido em 2010 com o prémio da Universidade de Coimbra, participam os escritores Isabela Figueiredo e Rui Cardoso Martins, que “farão itinerâncias no Luxemburgo, Viena e Genebra, respetivamente”, segundo a mesma fonte.

Rui Cardoso Martins apresenta em Leipzig “O Osso da Borboleta” (2014), romance que retrata o Portugal do século passado, e “Levante-se o Réu” (2015), recolha de crónicas de tribunal editadas durante 17 anos no jornal Público, com as quais ganhou dois prémios Gazeta de Jornalismo.

Também presente vai estar Isabela Figueiredo, autora de "A Gorda" (2016) e "Caderno de Memórias Coloniais" (2009), obras já traduzidas para alemão por Markus Sahr e Marianne Gareis, respetivamente.

A participação lusófona inclui ainda autores como Filinto Elísio, Miguel-Manso, Marta Chaves, Bernardo Carvalho, que por duas vezes já recebeu o Prémio Jabuti, Kalaf Epalanga e Ricardo Domeneck, escritor a residir em Berlim desde 2002 e que na Feira de Leipzig apresenta a sua antologia bilingue, “Körper: ein Handbuch/Corpo: um manual”.

No decorrer da feira serão promovidas sessões de leituras de textos de Sophia de Mello Breyner (1909-2004), Hélia Correia e Arménio Vieira, autores distinguidos com o Prémio Camões, o mais importante galardão literário de Língua Portuguesa.

Em comunicado, o Instituto Camões em Berlim afirma que “Portugal apresenta-se pelo terceiro ano consecutivo na Feira do Livro de Leipzig, a segunda maior feira do livro da Alemanha e uma das mais relevantes da Europa”, e “conforme vem sendo estratégia da embaixada de Portugal/Camões em Berlim, a delegação [portuguesa] aposta numa dimensão da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), permitindo dar a conhecer ao público alemão o vasto universo da literatura de língua portuguesa”.

A Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas (DGLAB), que integra a parceria que permite esta representação nacional, salienta, por seu turno, que a Feira de Leipzig tem “uma componente mais vincada de abertura ao público que lhe permite ultrapassar o foco exclusivo na componente negócio”.

A DGLAB cita Hélia Correia, distinguida em 2015 com o Prémio Camões e que em 2016 participou na Feira de Leipzig, que definiu da seguinte forma: "é uma Feira do Autor".

Partilhar Partilhar Partilhar
1
1