eco.pteco.pt - 14 mar 17:52

A tarde num minuto

A tarde num minuto

Não teve tempo de ler as notícias esta tarde? Fizemos um best of das mais relevantes para que fique a par de tudo o que se passou, num minuto.

O ministro das Finanças garante que a lei foi cumprida na atribuição do crédito fiscal à Associação Mutualista Montepio Geral e frisou que é necessário ter um sistema financeiro forte. Ainda que Costa mantenha o Governo estável, uma intervenção na banca poderá por em causa essa estabilidade. The Economist critica o abrandamento da implementação das reformas estruturais.

“Estamos num Estado de direito onde se aplicam aplicam as leis”. Foi assim que o ministro das Finanças respondeu aos jornalistas quando questionado sobre a atribuição de um crédito fiscal superior a 800 milhões de euros à dona do Montepio.

A situação política em Portugal é vista como “estável”, pelos analistas da The Economist Intelligence Unit. Ainda assim, este cenário de acalmia pode ser abalado pela banca, caso seja necessária uma nova intervenção estatal no setor.

Não são boas notícias para a Pharol. O Superior Tribunal de Justiça brasileiro suspendeu a decisão da Câmara de Arbitragem do Mercado que punha um travão no aumento de capital da Oi. Tinha sido uma vitória para a cotada nacional, mas que fica em suspenso com esta decisão vinda de uma instância superior da Justiça.

A taxa de juro que os bancos podem cobrar nos cartões de crédito sofreu um novo corte, com esta a fixar-se abaixo dos 16%. O novo teto foi fixado pelo Banco de Portugal nos 15,9%, taxa de juro que se aplica no segundo trimestre deste ano, e que é a mais baixa em termos históricos.

O Jumbo recuperou o título de supermercado campeão dos preços baixos a nível nacional, depois de ter perdido este lugar em outubro do ano passado. Apesar de ter “roubado” o título ao Continente, continua a ficar atrás da cadeia de supermercados a nível distrital: o Jumbo é o mais barato em oito distritos, enquanto o Continente fica à frente com 12.

1
1