pplware.sapo.ptEduardo Mota - 14 mar 15:17

Análise ao Huawei P smart - estará à altura do público jovem?

Análise ao Huawei P smart - estará à altura do público jovem?

Conheça a nossa análise ao Huawei P smart, dispositivo com argumentos para triunfar na gama média.

A Huawei é, atualmente, um dos pesos pesados no segmento dos smartphones, mas pretende ir ainda mais além. A sua estratégia assenta em proporcionar bons produtos em praticamente todos os segmentos do mercado, com preços competitivos.

O Huawei P smart estreia uma nova gama na oferta da marca, sendo especialmente direcionado para os jovens, com a aposta em características mais cativantes para este público em particular. Depois do unboxing, fique a conhecer o Huawei P smart através da nossa análise, o smartphone da juvenilidade.

Características gerais

O Huawei P smart foi concebido para os utilizadores mais jovens, que dão especial valor à componente multimédia do equipamento, para além do design e um preço em conta. Contudo, este smartphone não se restringe aos mais novos e é um terminal utilizável pela generalidade dos consumidores.

A Huawei destaca a presença do seu ecrã FullView, com proporção 18:9, que lhe concede um aproveitamento mais eficiente do ecrã na face frontal. Este ecrã “esticado” no comprimento capacita o Huawei P smart da funcionalidade de ecrã dividido, em que o utilizador pode executar até duas aplicações ao mesmo tempo.

Sendo um smartphone destinado aos jovens, o parâmetro multimédia não podia ser esquecido e a Huawei recheou o seu P smart de características sólidas para a gama em que se insere, nomeadamente a presença de uma dupla câmara de modo a poder executar o famoso “efeito bokeh”, presente em cada vez mais smartphones. A câmara frontal não foi esquecida e conta também com captura de fotografias controladas por gestos e o “modo de beleza”, conseguindo assim selfies ainda melhores.

Ao nível do armazenamento interno, o Huawei P smart conta com 32GB expansíveis via cartão microSD até 256GB. Contudo, caso opte por alargar o armazenamento interno do dispositivo, perde a possibilidade de incluir dois cartões SIM, visto que é um slot de cartões híbrido.

No que respeita à conectividade, conta com Wi-Fi 802.11 b/g/n, Bluetooth 4.1 e porta micro-USB 2.0.

O Huawei P smart está disponível em três cores: preto, dourado e azul, que é a cor do modelo em análise.

Na caixa:

  • Terminal
  • Carregador
  • Cabo USB
  • Guia de início rápido
  • Documentos da garantia
  • Ferramenta de ejeção do slot dos cartões
  • Película protetora (já inserida no ecrã)
  • Auriculares
Características do Huawei P Smart

Ecrã

  • 5.65″ Huawei FullView Display
  • 2160 x 1080 pixels

Processador

  • Kirin 659
  • 16nm Octa core 2.36GHz*4+1.7 GHz*4

Ssitema Operativo

  • Android O + EMUI 8.0

Memória

  • 3GB RAM + 32GB ROM

Rede

  • SIM1:
    • 2G:GSM/GPRS/EDGE:850/900/1800/1900
    • 3G:UMTS:850/900/2100/1900
    • DC 42M:2100
    • 4G:FDD:B1/B3/B7/B8/B20
  • SIM2:
    • GSM: 850/900/1800/1900

Cartão SIM

  • Dual SIM

GPS

  • GPS
  • AGPS
  • Glonass

Conetividade

  • 802.11 b/g/n, 2.4G BT4.2 USB 2.0

Sensores

  • Sensor de Impressão Digital
  • Sensor de Proximidade
  • Sensor de Luz Ambiente
  • Bússola
  • Sensor de Gravidade

Câmaras

  • Câmara Principal:
    • 13MP + 2MP (Câmara Dupla)
  • Câmara Frontal:
    • 8MP

EMUI

  • EMUI 8.0

Bateria

  • 3000 mAh

NFC

  • Suportado

Na caixa

  • Carregador
  • Cabo USB
  • Guia de Início Rápido
  • Garantia
  • Ferramenta de Ejeção
  • Película Protetora
Design e Construção

O Huawei P smart é dos primeiros smartphones de gama média da marca chinesa a ter um ecrã de maiores proporções, que lhe confere um design mais moderno e eficiente. Construído em metal, com uma tonalidade mate, o Huawei P smart é um smartphone bastante atraente. Num primeiro relance, e isto foi constatado ao longo do tempo em que foi analisado, o Huawei P smart aparenta ser um equipamento de gama superior à qual está inserido.

As arestas boleadas proporcionam uma ergonomia confortável e um toque sublime, sendo um smartphone possível de usar com uma só mão. Neste fator ajudam também os seus 143 gramas e 7,45 mm de espessura, sendo um terminal relativamente leve e fino.

Na face traseira, maioritariamente constituída por metal, encontramos a dupla câmara, o flash LED, o sensor de impressões digitais e a inscrição da marca.

Nos polos inferiores do Huawei P smart o acabamento é em plástico de modo a poder albergar as antenas. A transição entre plástico e metal é realizada de forma muito característica, tendo uma linha cromada a separar os materiais. A dupla câmara é ligeiramente saliente, mas tal saliência não é deveras considerável, não incomodando assim a experiência de utilização ou o equilíbrio do smartphone quando pousado numa superfície plana. O sensor de impressões digitais é também bastante preciso e rápido, estando bem posicionado na traseira do equipamento.

Na face frontal, o que mais se destaca é o enorme ecrã FullView de 5,65″, ocupando cerca de 76,1% da área total da face. Além disso, consta a câmara frontal, o LED de notificações, o altifalante para chamadas, os típicos sensores e a inscrição da marca chinesa, sob o ecrã. Nota positiva para a transição do vidro para as laterais do dispositivo, com um acabamento 2,5D que torna o design mais uniforme e equilibrado. Nessa transição do vidro para o metal que cobre a traseira e laterais, encontramos uma membrana plástica bastante fina que tem como propósito proteger o ecrã das comuns quedas.

Na lateral superior encontramos apenas um microfone, ao passo de que na lateral esquerda também só está presente a gaveta para inserção dos cartões SIM ou um cartão SIM e um microSD.

Na parte inferior do smartphone está presente o altifalante Mono, a entrada jack 3,5mm, microfone e a porta micro-USB. Teria sido interessante a Huawei ter inserido uma porta USB-C neste P smart, tendo em conta que o USB-C será o padrão da indústria no futuro e a evolução que este concede no que toca à transferência de dados.

Na lateral direita estão localizados os típicos botões de volume e o botão de energia, sendo bastante sólidos e bem construídos.

A Huawei afirma ter elevados os seus padrões de resistência na conceção do P smart, efetuando cerca de 250 000 testes aos botões físicos do aparelho, 10 000 testes à porta USB, testes de temperatura desde -40ºC até 70ºC e 800 000 testes ao ecrã tátil.

A verdade é que foi alcançado um bom equipamento, com um design bastante agradável e atraente. Neste quesito apenas é necessário referir a ausência de um vidro resistente a riscos, como o comum Corning Gorilla Glass.

O Huawei P smart, no final da análise, já apresentava vários micro riscos, não tendo sido sujeito a uma utilização intensiva no que a este parâmetro diz respeito. Ao longo da análise não sofreu quedas ou deslizes em superfícies demasiado abrasivas, mas mesmo assim já apresentava um surpreendente desgaste no vidro. Tais riscos não têm influência na utilização do ecrã, sendo impercetíveis, mas ao ser sujeito a uma utilização mais descuidada certamente será vulnerável a ficar riscado com mais intensidade.

Interface e Desempenho

Sendo um equipamento de gama média, é de esperar que o Huawei P smart tenha uma performance relativamente poderosa, não comprometendo o utilizador ao executar grande parte das suas tarefas propostas. Equipado com Android 8.0 e a última versão da interface da marca, EMUI 8.0, as atualizações de segurança estão em dia. Será expectável que receba a atualização para a próxima versão do Android, mas tal decisão caberá obviamente à Huawei.

Equipado com um SoC proprietário da marca asiática, o HiSilicon Kirin 659, em conjunto com 3 GB de RAM para executar diversas aplicações simultaneamente, o Huawei P smart revelou-se competente em praticamente todos os desafios propostos.

A utilização mais trivial como consultar o e-mail, publicar e navegar pelas redes sociais, transferência e partilha de ficheiros, leitura de feeds, monitorização de atividade física, videochamadas, visualização de conteúdo multimédia e a execução de jogos mais elementares é feita sem problemas consideráveis. O maior entrave que o utilizador encontrará neste tipo de utilização serão as animações e transições entre aplicações. São realizadas sem grandes complicações, mas o desempenho não é perfeito.

Numa utilização mais intensiva, as limitações no hardware começam a ser demonstradas de forma mais evidente. Ao executar jogos mais pesados e tarefas que sejam particularmente exigentes para a GPU, o desempenho desce um pouco. São registadas quebras na frequência de frames, a fluidez decresce ligeiramente. Estas limitações são perfeitamente normais para a gama onde se insere este Huawei P smart e mesmo com estas anotações, o desempenho geral será bastante satisfatório.

Testes de Benchmark

Para comparação e referência, efetuámos testes de benchmark que revelam a capacidade ao nível de processamento e gráfico do Huawei P smart. Estes resultados revelam-se muito próximos ao do seu “irmão” Honor 7X.

  • AnTuTu v7.0:
    • 87018
  • Geekbench:
    • Single-Core: 937
    • Multi-Core: 3703
Modo de ecrã dividido

Uma funcionalidade particularmente interessante no Huawei P smart, que se deve especialmente ao ecrã FullView, é o modo de ecrã dividido. Neste modo, o utilizador pode executar e trabalhar em duas aplicações simultaneamente. É bastante interessante em situações em que o utilizador pode ouvir música ou ver um vídeo no YouTube enquanto envia uma mensagem ou navega pelas redes sociais.

Para ativar este modo de ecrã dividido, a única coisa que o utilizador tem de fazer é clicar prolongadamente no botão virtual que abre as aplicações recentes e abertas em segundo plano. Posto isto, o ecrã será dividido e poderá assim trabalhar em duas aplicações ao mesmo tempo, tendo um cursor entre elas que permite ao utilizador definir a distribuição de ecrã para cada uma das aplicações. De resto, uma funcionalidade já bastante comum nos smartphones da marca.

Multimédia: Ecrã e Som

Um dos grandes destaques do Huawei P smart é o seu ecrã, nomeadamente a sua proporção de 18:9 a ocupar cerca de 76,1% do painel frontal, que não sendo o mais bem aproveitado do mercado, consegue proporcionar uma experiência de visualização bastante boa.

O ecrã do Huawei P smart é um painel LCD IPS com 5,65″ e resolução FullHD+ 1080 x 2160 píxeis. Apresenta cores muito equilibradas, a nitidez e resolução são bastante boas. O contraste não é perfeito, mas mesmo assim, é bem satisfatório. Os ângulos de visualização são, sem dúvida, o ponto menos forte deste ecrã, devido à alta reflexão do vidro que cobre o painel tátil. A visualização de conteúdo sobre forte intensidade luminosa é assegurada pelo notável brilho do ecrã.

No que toca ao som, o Huawei P smart não se destaca. O altifalante localizado na face inferior do terminal tem boa nitidez, um som limpo e sem distorções, mas o volume alcançado não é nada intenso. Também não conta com altifalantes stereo como alguns smartphones atuais.

Câmara

A Huawei atualmente tem das melhores câmaras do mercado de smartphones. Os seus topos de gama, com a colaboração da icónica Leica, conseguem resultados muito bons e notáveis. Sendo o Huawei P smart um dispositivo focado nos jovens, a fasquia encontra-se também elevada. Como é do senso comum, os jovens têm o hábito de capturar vários momentos do seu dia e partilhá-los nas redes sociais, sendo por isso importante ter uma boa câmara nos seus smartphones.

Neste parâmetro, o Huawei P smart conta com uma câmara dupla traseira com 13MP + 2MP, em que a segunda câmara tem o propósito de conseguir criar o efeito desfocado que está em voga, com o modo de retrato. Para além do modo de retrato, a segunda câmara de 2MP é também usada no modo de grande abertura, em que a periferia da fotografia é desfocada, de forma regulável.

Estes dois modos em que se recorre à segunda câmara conseguem resultados interessantes para a gama em que se insere o equipamento, mas não surpreendem pelos resultados obtidos. Como pode ser visto nas fotografias em que se usou o modo de retrato, o efeito desfocado não é uniforme e os contornos em torno do objeto principal não são propriamente precisos.

Nas restantes fotografias, em que o Huawei usa a sua câmara de 13MP, os resultados são satisfatórios. Em condições de boa luminosidade, as cores são realistas, mas o contraste não impressiona, criando um efeito algo confuso em ambientes com várias texturas. Em condições de pouca luz, os pontos fracos desta câmara são amplificados, sendo bem visível granulação nas fotografias e pouco contraste entre elementos.

A câmara traseira grava vídeos com uma qualidade de 1080p a 30 fps e a câmara frontal, de 8 MP, grava a 720p.

No que toca ao software, a UI da aplicação nativa da câmara é bastante boa e organizada, sendo transversal a outros modelos da Huawei. Contudo, revelou ser algo lenta no arranque e na captura de fotografias, especialmente em modo HDR.

CÂMARA DUPLA SELFIES (COM E SEM MODO BELEZA) Outros exemplos Bateria e Autonomia

A Huawei afirma que o seu P smart concede uma autonomia suficiente para um dia inteiro de utilização e este parâmetro é cumprido, mas só em ocasiões anormais é que a autonomia passará das 30 horas de utilização.

O equipamento conta com uma bateria de 3000 mAh não removível que em condições intensivas de utilização conseguirá estar afastado da tomada durante um dia útil de trabalho. Nas condições em que o Huawei P smart seja muito pouco utilizado, este poderá chegar aos dois dias de autonomia, mas para isso teria de ser aplicada uma efetiva poupança de bateria.

A EMUI tem um papel bastante ativo no controlo da bateria, sendo por vezes algo radical nas suas ações e notificações que envia ao utilizador.

Efetuámos o teste de autonomia da PC Mark, com o brilho regulado a 50%, no qual o Huawei P smart consumiu 60% da bateria (80% aos 20%) em 6 horas e 49 minutos.

A carga total da bateria é executada em 185 minutos, pouco mais de 3 horas. Nos primeiros 30 minutos de carga é carregado um quarto, 25%, da carga total. Não são valores notáveis, especialmente se tivermos em conta que a Huawei consegue ter melhores resultados em equipamentos das suas marcas, nomeadamente o Honor 7X.

Veredicto

O Huawei P smart é mais uma aposta sólida da marca chinesa. Especialmente desenvolvido para os jovens, é sem dúvida um bom equipamento para a generalidade dos utilizadores. Um aspeto a realçar é o seu preço, que excede o valor padrão que os jovens portugueses despendem num smartphone. Contudo, esta observação não é absoluta e a Huawei não desenvolveu este P smart exclusivamente a pensar no mercado português.

O seu design é esbelto e elegante, tendo um toque premium e é bem construído. A ausência de um vidro com proteção a riscos é que é uma lacuna difícil de entender num dispositivo como este. O ecrã é igualmente muito bom, tanto em proporção, área que ocupa no painel frontal como em qualidade, resolução e brilho.

A câmara merece uma menção negativa pela sua prestação em condições de baixa luminosidade, apesar de o Huawei P smart estar equipado com uma dupla câmara traseira que permite efetuar os efeitos de desfoque.

Certamente será um equipamento que não desiludirá quem o adquirir, especialmente pelo valor geral do que oferece: design aprumado, desempenho bastante competente, ecrã muito bom, câmaras razoáveis e uma autonomia convincente.

O preço do Huawei P smart está fixado nos 279€, mas já pode ser adquirido a partir dos 215 €, um valor que o coloca num patamar ainda mais interessante.

O Pplware agradece à Huawei a cedência do Huawei P smart para análise.

Huawei P smart 8.2 Dúvidas na classificação? Design

8/10

Ecrã

9/10

Desempenho

9/10

Câmara

7/10

Autonomia

8/10

Prós
  • Design
  • Ecrã
Contras
  • Ausência de Gorilla Glass
  • Fotografia em condições de pouca luz
1
1