www.sabado.ptFlash - 14 mar 05:00

Admiração por Solnado

Admiração por Solnado

“Prometi a mim próprio que nunca seria rico. Torrei dinheiro, Ricardo.” Quando se lembra desta conversa com Raul Solnado, Ricardo Araújo Pereira lembra-se de outra coisa, do que ele próprio sentiu: “Ele disse isto com uma satisfação que eu, por intermédio dele, senti a mesma liberdade.”

Os Gato Fedorento lembraram-se da efeméride por causa da SÁBADO, juntaram-se no nosso estúdio com gatos a saltitar (ou quietinhos ou assustados) e recordaram como nasceram, há 15 anos, com tanto gosto que ficaram de fora muitas histórias. Esta, por exemplo. Quando a editora Ângela Marques perguntou se havia alguém com quem quisessem contracenar, Ricardo Araújo Pereira teve uma resposta-recordação-revelação: "O sketch que fizemos com o Raul Solnado é ele a fazer de Hercule Poirot. Nós somos assassinados no Expresso do Oriente e ele vai lá. A contenção dele é uma coisa incrível. É uma pérola. Não sei se foi nesse dia, mas lembro-me que dei boleia ao Raul Solnado e ele disse-me as seguintes coisas engraçadas: ‘Quando eu era novo o meu pai obrigou-me a prometer-lhe que eu nunca seria pobre. No mesmo momento eu prometi a mim próprio que nunca seria rico. Torrei dinheiro, Ricardo.’ E disse isto com uma satisfação que eu, por intermédio dele, senti a mesma liberdade. A segunda coisa foi depois de eu lhe perguntar se era verdade a história de que o Raul matou uma senhora de tanto rir, estava a actuar e há uma senhora que morre de tanto rir. Ele diz: ‘É falso. Foram duas.’ E acrescenta: ‘Mas também fiz com que uma senhora tivesse um bebé. Riu-se tanto que teve o bebé. Por isso está 2 a 1.’"

Conversa com bebé ao colo
A entrevista foi marcada dias depois de Nádia Piazza ter sido mãe pela segunda vez. A presidente da Associação de Vítimas de Pedrógão Grande mostrou total disponibilidade para falar com a jornalista Ana Catarina André sobre tudo: a tragédia que lhe levou o filho de 5 anos, o ex-marido e a sogra, a associação, a luta que trava desde o desastre de Junho. Só fez um pedido: a conversa teria de ser em sua casa. Afinal, Santiago tem pouco mais de 1 mês. O bebé tem um choro leve. Foi com ele ao colo, meio adormecido, que Nádia conversou durante mais de duas horas.

Aniki Bobó no Tejo
É certo que o termómetro marcava 20 graus, invulgares para uma tarde de Fevereiro à beira do Tejo. Mas nem o piloto Miguel Oliveira nem os jornalistas da SÁBADO, o editor-executivo Carlos Torres e o fotógrafo Alexandre Azevedo, estavam à espera de se depararem com aquele cenário quando chegaram ao Cais do Ginjal, em Almada: havia três rapazes a dar mergulhos no rio. Os adolescentes acabaram por se surpreender também – com o aparato de projectores e luzes montados para a sessão fotográfica. "Quem é esse?!", "É famoso?!". Miguel entrou em diálogo: "Então não sabem quem eu sou? Se calhar, se tivesse aqui um capacete…" Um deles acertou: "Ah, és aquele das corridas de motas…" "Não se esqueçam – respondeu-lhes o piloto –, eu sou o nº 44." A vida do rapaz de 23 anos, em cima de motos há 20.

Com Noémie a bordo do Arpão

Já a conversa com Noémie Freire, marinheira e aspirante a submarinista, aconteceu em muitos sítios: em casa (na cozinha, junto à Bimby, enquanto preparava o jantar), no carro, e no submarino. Foi aliás no Alfeite, na Base Naval de Lisboa, que a entrevista começou, mas com pouco tempo: a repórter Raquel Lito atrasou-se e Noémie avisou logo que dispunha de pouco tempo porque precisava de ir buscar o filho ao infantário. Foi o tempo suficiente para a jornalista quase escorregar ao subir as escadas, íngremes e sem corrimão, do submarino Arpão. Descubra o que faz Noémie, 30 anos acabados de fazer, no mar alto, querer ser a primeira submarinista portuguesa.

Os adolescentes estão mais velhos
Têm mais de 20 anos e uma nova definição diz que ainda são adolescentes. A conversa com quatro jovens durou três horas e meia. Leia o resultado a partir da página 76 e veja o vídeo no site.

Nesta edição, não perca ainda:

A ascensão e queda do sabão azul e branco

Produzido desde o século XIX, o sabão português era tão consumido que surgiu em 1914 nas estatísticas do Banco de Portugal sobre índice de preços. Desapareceu só este ano. É o pretexto para contarmos tudo sobre as contas do custo de vida. 

O costureiro fora da moda (Lisboa) 

Tony Miranda fez tudo: andou nas obras e a recolher lixo, até que as casas de alta costura parisiense lhe abriram as portas. Tem 70 anos, 50 dedicados à moda, e êxito na profissão, mas há uma pergunta que continua a colocar: "Gostava de saber porque não me convidam para a Moda Lisboa…". Uma entrevista de vida.

Adolescentes até aos 24 anos

O tema de conversa era a conclusão de um estudo: o termo da adolescência, agora, está nos 24 anos. Eles têm todos mais de 20 e pusemo-los a falar. No início estavam um bocadinho tímidos, mas depois começaram a falar. Houve muita risada e, já no final, descontracção total. Leia o resumo de três horas e meia de conversa – e veja o vídeo. 

Pauliana e os Açores

Pauliana Valente Pimentel, 43 anos, voltou a São Miguel, nos Açores, a ilha que afirma ter "um pouco de todas as outras", para fotografar os jovens. Há 23 fotografias da autora para ver numa nova exposição – e na revista GPS pode desde já ver algumas. Também lhe falamos dos novos animais no Badoca Park, dos 182 anos da Cervejaria Trindade e do regresso de José Pedro Gomes com a peça Ñaque.

Veja o sumário da edição n.º 724 do dia 15 de Março de 2018:

Entrevista
Paes Afonso: A Nossa Aposta, novo portal de jogos online 
 
Destaque
Gato Fedorento: Eles vão ter um canal no YouTube. E falam à SÁBADO 
 
Portugal
Entrevista: Nádia Piazza, o rosto-símbolo de Pedrógão Grande
Transparência: Governo não partilha dados do emprego 
Protecção Civil: Abusos e falta de controlo no acesso ao sistema 
 
Mundo
Síria: A dinastia sanguinária dos Assad 

Dinheiro
Inflação: Entraram 300 produtos no cabaz dos portugueses 

Segurança
Fraude: Acesso irregular a subsídios para comprar barcos 

Sociedade
Entrevista: A vida e a carreira do estilista Tony Miranda
Prémio: Como se escolhe o Nobel dos professores 
Perfil: Conheça a primeira portuguesa submarinista 

Família
Comportamento: A adolescência agora vai até aos 24 anos 

Social
Eleonore: Neta do barão Thyssen é estrela na moda 

Desporto
Miguel Oliveira: As motas, as quedas, os triunfos e a fama 

1
1