rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 15 fev 15:40

Vaticano desmente doença degenerativa paralisante de Bento XVI

Vaticano desmente doença degenerativa paralisante de Bento XVI

Santa Sé diz que a notícia avançada por uma revista alemã não corresponde à verdade.

O Vaticano desmente a notícia avançada por uma revista alemã, segundo a qual o Papa emérito Bento XVI sofre de uma doença do sistema neurológico que pode ser paralisante.

“As alegadas notícias de uma doença degenerativa paralisante são falsas. Dentro de dois meses, Bento XVI vai fazer 91 anos, e como o próprio disse, sente o peso dos anos, o que é normal naquela idade”, esclarece a Santa Sé, em comunicado.

O Vaticano desmente a notícia da revista alemã “Neue Post”, que cita alegadas declarações de Georg Ratzinger, o irmão mais velho de Bento XVI.

Georg Ratzinger, que completou 94 anos de idade há um mês, diz recear que a doença que muitas vezes obriga Bento XVI a usar uma cadeira de rodas possa atingir-lhe o coração.

“O grande medo é que a paralisia possa, a dada altura atingir, o seu coração. Se assim for, o fim pode ser rápido”, diz Georg Ratzinger.

Nesta entrevista, o irmão de Bento XVI revela, ainda que, mentalmente, o seu irmão está em boa forma e que os dois falam ao telefone todos os dias. “É uma grande graça. Desta forma, nenhum de nós está sozinho.”

Ratzinger expressa ainda o desejo de viajar até Roma, em abril, para celebrar o 91.º aniversário do irmão.

No início do mês de fevereiro, o próprio Papa emérito enviou uma carta ao jornal italiano “Corriere della Sera”, na qual fala sobre o “lento declínio das forças físicas” e assume estar a viver um momento de peregrinação interior “para Casa”.

[notícia actualizada às 14h12 - com o desmentido do Vaticano]

1
1