www.dn.ptdn.pt - 15 fev 14:47

China - Detetado o primeiro caso humano da gripe aviária H7N4

China - Detetado o primeiro caso humano da gripe aviária H7N4

As autoridades estão preocupadas com a possibilidade de uma pandemia de gripe aviária potencialmente devastadora em Hong Kong

Uma mulher residente no leste da China foi confirmada como o primeiro caso humano da gripe aviária H7N4, de acordo com autoridades chinesas.

Funcionários de Hong Kong aconselharam os cidadãos a evitar mercados húmidos, mercados de aves de capoeira ou explorações vivas.

A paciente de 68 anos, natural da da província de Jiangsu, já está recuperada. Tinha desenvolvido sintomas a 25 de dezembro, foi internada no hospital a 1 de janeiro e recebeu alta no dia 22 de janeiro.

"Ela teve contacto com aves vivas antes do início dos sintomas", disse uma fonte do centro de proteção de saúde de Hong Kong (CHP), num alerta lançado na noite de quarta-feira, citado pelo jornal The Guardian.

"De acordo com um relatório do centro chinês para controle e prevenção de doenças, após uma análise, os genes do vírus foram determinados como de origem aviária".

Um porta-voz da CHP disse que o diagnóstico foi confirmado no início desta semana e acrescentou: "Os viajantes no continente ou de outras áreas afetadas devem evitar visitar mercados húmidos, mercados de aves vivas ou fazendas. Devem estar atentos à presença de aves no quintal quando visitarem parentes e amigos".

"Também devem evitar a compra de aves de capoeira vivas ou recém-abatidas, e evitar tocar em aves de capoeira ou nos seus excrementos"

"Os viajantes que regressam das áreas afetadas devem consultar um médico imediatamente se os sintomas se desenvolverem e informar o médico do histórico de suas viagens para um diagnóstico imediato e tratamento de doenças potenciais", disse o alerta da CHP.

De acordo com os centros do governo dos EUA para o controle e prevenção de doenças (CDC), os subtipos mais frequentemente identificados de gripe aviária conhecidos por terem infetado humanos são os vírus H5, H7 e H9, embora essas transmissões sejam raras. Existem nove subtipos conhecidos de vírus H7, dos quais o H7N4 é um e, na maioria dos casos, a infecção humana é incomum.

"Os vírus H7 mais frequentemente identificados associados à infeção humana são vírus da linhagem asiática da gripe aviária A (H7N9), que foram detetados pela primeira vez na China em 2013. Embora as infeções humanas sejam raras, estas geralmente resultaram em doenças respiratórias graves e em morte", lê-se no site do CDC.

As autoridades estão preocupadas com a possibilidade de uma pandemia de gripe aviária potencialmente devastadora em Hong Kong desde o final de 1997, quando 18 pessoas foram infetadas com o vírus H5N1, seis das quais morreram.

Na quarta-feira, a CHP disse que "permanecerá vigilante e trabalhará em estreita colaboração com a Organização Mundial da Saúde e as autoridades sanitárias relevantes para monitorar os últimos desenvolvimentos". Instou ainda os cidadãos a "manterem uma higiene pessoal, alimentar e ambiental rigorosas".

1
1