eco.pteco.pt - 15 fev 14:47

Lane mais bem posicionado para substituir Constâncio no BCE

Lane mais bem posicionado para substituir Constâncio no BCE

O presidente da Comissão de Economia do PE considera que o irlandês Philip Lane foi "mais convincente" do que Luis de Guindos nas audições para o cargo ocupado por Vítor Constâncio no BCE.

A comissão de Economia do Parlamento Europeu indicou esta quinta-feira que considera que o candidato irlandês à vice-presidência do Banco Central Europeu, Philip Lane, foi “mais convincente” do que o espanhol Luis de Guindos na audição de quarta-feira.

“Os dois candidatos fizeram uma boa apresentação. A maioria dos grupos políticos considerou o desempenho do governador (do banco central irlandês) Lane mais convincente. Alguns grupos manifestaram reservas quanto à nomeação do ministro (da Economia espanhol) Guindos”, disse o presidente da comissão, Roberto Gualtieri, em comunicado citado pela agência Efe.

A maioria dos grupos políticos considerou o desempenho do governador (do banco central irlandês) Lane mais convincente.

Roberto Gualtieri

Presidente da Comissão de Economia do Parlamento Europeu

Os eurodeputados da comissão reuniram-se na quarta-feira à porta fechada com os dois candidatos, que foram questionados para o cargo a que se candidatam no Banco Central Europeu (BCE), atualmente ocupado por Vítor Constâncio, antigo governador do Banco de Portugal. A comissão também referiu que a realização de uma audição por parte do Conselho com os dois candidatos valorizaria este processo.

O Parlamento Europeu, cuja opinião não é vinculatória, lamentou uma vez mais que os países não tenham apresentado mulheres ao cargo e reiterou a sua posição em defesa de “uma representação com maior equilíbrio de género no BCE”. Gualtieri deu conhecimento desta decisão ao presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, ao conselho de ministros da Economia e Finanças dos países da União Europeia (Ecofin) e a Vladislav Goranov, ministro das Finanças da Bulgária, país que ocupa atualmente a presidência semestral da UE, presidindo também ao Ecofin.

A escolha será debatida na próxima segunda-feira no Eurogrupo e no dia seguinte no Ecofin. Por maioria qualificada dos membros da zona euro (14 em 19), será feita uma recomendação formal ao Conselho Europeu, que terá a palavra final na cimeira de 22 e 23 de março. O lugar ocupado por Vítor Constâncio no BCE fica vago a partir do próximo dia 31 de maio.

1
1