visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 15 fev 17:49

15 sítios, em Lisboa e no Porto, para beber um chocolate quente – e esquecer o frio

15 sítios, em Lisboa e no Porto, para beber um chocolate quente – e esquecer o frio

Com o frio, chega a vontade – e a gula, pois – de tomar um bom chocolate quente. No Porto, descobrimos novos lugares onde o pode beber ou comer à colherada. Já em Lisboa, foi à mesa das clássicas confeitarias e pastelarias que provámos a bebida que aquece corpo e alma
O Roasted Hazelnut Hot Chocolat é uma das novidades na Spirito Cupcakes & Coffee

O Roasted Hazelnut Hot Chocolat é uma das novidades na Spirito Cupcakes & Coffee

1. Spirito Cupcakes & Coffee, Porto A novidade neste inverno da cafetaria e gelataria, no Porto, é o Roasted Hazelnut Hot Chocolate – um chocolate intenso (33% cacau) combinado com avelã torrada, coberto com chantilly e pedaços de avelã torrada de Piemonte. Quem queira, conta também com o sabor mais clássico de chocolate quente, agora com menos açúcar e mais cacau: o Spirito Hot Chocolate, mais líquido, feito com leite fresco do dia e terminado com natas frescas, ou a versão mais espessa para quem gosta de o comer à colher. A bebida pode ser preparada com leite sem lactose ou leite de soja. Praça de Gomes Teixeira, 36, Porto > T. 22 325 7007 > dom-ter 13h30-19h, qua-sáb 13h30-19h, 21h-24h > €1,90 a €3,20 2. Café Progresso, Porto Com a renovação de um dos cafés mais antigos do Porto, o Progresso, vieram também novas propostas de chocolate quente, feitas com rodelas de cacau da Kokoa Collection. Há três versões (todas a €3) com nomes de origens de plantações de café que fazem parte da nova carta da casa: o Venezuela (com 58% cacau), o Equador (70%) e o Costa do Marfim (chocolate branco). Chega à mesa numa chávena colorida e pode pedir a opção de leite de aveia ou soja. R. Actor João Guedes, 5, Porto > T. 22 332 2647 > seg-qui 9h-22h, sex-sáb 9h-23h > €3 A Amorino serve 10 variedades de chocolate quente

A Amorino serve 10 variedades de chocolate quente

3. Amorino, Porto e Lisboa A maior loja da marca italiana Amorino fica no Porto, na Rua das Carmelitas. Aberta no verão passado, tem 150 metros quadrados e 50 lugares sentados. Além dos gelados em forma de rosa, as estrelas deste inverno são as dez variedades de chocolate quente (€3,90) de diferentes sabores: laranja canela, caramelo, chocolate branco, coco, negro, chocolate de leite, azteca (de travo picante), avelã, gianduia (chocolate de avelã) e amêndoa. Além disso, sete deles são vegan já que podem ser confecionados com leite de soja (a exceção são o chocolate branco, de leite e de caramelo). Para os mais gulosos sugere-se o Affogato de chocolate quente, feito com chocolate de leite ou negro no qual é adicionada uma bola de gelado de baunilha (€5,50). Para comer à colher, pois. R. das Carmelitas, 158, Porto > T. 22 317 5759 > seg-qui, dom 10h-24h, sex-sáb 10h-01h > R. de Santa Catarina, 222, Porto > T. 22 201 0219 > seg-dom 10h-24h > R. Augusta, 209, Lisboa > T. 21 193 1983 > dom-qui 10h30-24h, sex-sáb 10h30-00h30 > R. Garrett, 49, Lisboa > T. 21 191 3208 >dom-qui 10h30-24h, sex-sáb 10h30-00h30 > €3,90 4. Starbucks, Porto e Lisboa Para quem gosta de abusar de chocolate, o Molten Hot Chocolate (a partir de €3,50), que acaba de chegar às lojas da Starbucks, pode ser uma opção. Até 7 de março, a bebida, que é preparada pelos baristas da cadeia norte-americana, tem ainda outras duas versões: o Mocca Frapuccino (desde €4) e o Latte (desde €3,50). Todas levam nata e (mais) chocolate e têm um leve sabor a espresso descafeinado. No Porto, a primeira loja da cadeia Starbucks inaugurou em novembro passado, na Baixa, no Shopping Center La Vie, virada para a Rua Fernandes Tomás, mas aguarda-se a abertura da flagship store na Rua Mouzinho da Silveira. Shopping Center La Vie Porto Baixa > R. Fernandes Tomás, 506, Porto > seg-dom 8h30-22h > Estação Ferroviária do Rossio > Rua 1º de Dezembro, Lisboa > dom-qua 7h30-24h, sex-sáb 7h30-1h > El Corte Inglés Lisboa > Av. António Augusto de Aguiar, 31 > dom-qua 9h30-23h, sex-sáb 9h30-24h > Armazéns do Chiado > R. Do Carmo, 2, Loja 5, Lisboa > seg-dom 10h-23h > R. de Belém, 10, Lisboa > seg-dom 8h-24h > Centro Comercial Alegro > Alfragide > dom-qua 9h-23h, sex-sáb 9h-24h > CascaisShopping > EN9, Cascais > seg-dom 9h-23h > a partir de €3,50 5. Chá das Cinco, Porto Reabriu a 1 de fevereiro o ateliê de pastelaria de Sofia Lemos da Costa e Hugo Ferraz no Porto. Nestes dias de frio, e além dos bolos e café de especialidade, o chocolate quente (€3,50) é a bebida que mais sai. Feito com a marca francesa Cacao Berry, varia entre os chocolates preto (58% cacau), branco ou de leite. É servido com chantilly e poderá levar leite de arroz ou de soja, em alternativas (acresce €0,50). Praça da Alegria, 63, Porto > T. 91 641 9826 > ter-sex 13h30-19h, sáb-dom 10h30-18h30 > €3,50 6. Noshi Coffee, Porto Esta cafetaria e restaurante de comida saudável, nascido há quase um ano na zona dos Leões, no Porto, prepara o chocolate quente com a marca belga Cavalier, da qual é representante em Portugal. Ao chocolate com 85% cacau, preparado ao lume do fogão, é adicionado leite e natas. A pedido, substituem o leite por bebidas vegetais de soja, de amêndoa e, muito em breve, leite de coco. R. do Carmo, 11, Porto > T. 22 205 3034 > ter-sex 8h30-19h30, sáb 9h-20h, dom 10h-18h > €2,90 O Port & Chocolat mistura chocolate preto com vinho do Porto Ruby

O Port & Chocolat mistura chocolate preto com vinho do Porto Ruby

7. Terrace Lounge 360º, Porto Chocolate quente com vinho do Porto pode ser uma combinação improvável, mas entre os novos cocktails do Terrace Lounge 360º, no Porto, há dois que combinam estes dois ingredientes: o Port & Chocolate Clássico, com chocolate preto, vinho do Porto ruby, leite, pau de canela e ameixa; e o Branco, feito com vinho do Porto branco, chocolate branco, leite, cascas de limão e pinhões. Espaço Porto Cruz, Largo Miguel Bombarda, 23, Vila Nova de Gaia > T. 22 092 5340 > ter-sáb 12h30-19h, dom 12h30-18h30 > €4,50 8. Negra Café, Porto Aberto há menos de um ano na Rua Guedes de Azevedo, no Porto, neste café com decoração vintage e que evoca personalidades negras da música à política, serve-se o chocolate quente “espesso e cremoso” para que os mais gulosos possam comê-lo à colher. No Negra Café usa-se, habitualmente, o chocolate da marca italiana Magica Ciok adicionado ao leite de vaca, de amêndoa ou de soja. R. Guedes de Azevedo, 117, Porto > T. 91 729 4125 > seg-sáb 9h30-23h30 > €2,70 9. Urban Cycle Café, Porto Esta cafetaria invulgar, onde também se vendem e alugam bicicletas, começa por derreter a tablete de chocolate (60% cacau) em banho-maria, para depois o misturar com leite bem quente. A bebida é servida num copo grande coberta com chantilly caseiro e polvilhada com cacau. E, como estamos no inverno, fará parte do menu do próximo brunch volante de março (€14) que acontece sempre no primeiro sábado de cada mês. R. do Bom Sucesso, 18, Porto > T. 22 098 1308 > seg-sáb 10h-20h > €3,50 10. Mercador Café, Porto Neste antigo armazém de atoalhados do Porto transformado em cafetaria há um ano, serve-se a bebida feita com chocolate da marca francesa Valhrona com leite de vaca, de soja ou sem lactose. R. das Flores, 180, Porto > T. 22 332 3041 > seg-sáb 8h30-20h > €4,50 11. Benard, Lisboa À combinação de cacau, açúcar, aromatizante e sal, adiciona-se o leite meio gordo. Antes de chegar à mesa, a bebida passa ainda pela máquina do café para engrossar. É assim que o chocolate quente se apresenta aos clientes da pastelaria Benard, em Lisboa aberta há 150 anos, primeiro na Rua do Loreto, mudando-se mais tarde para o edifício da Rua Garrett, onde se mantém até aos dias de hoje. O ideal é acompanhar com um duchesse ou um éclair (€1,30/cada), mas também combina bem com o croissant, bastante pedido por quem ali se senta, seja no interior, seja na esplanada, com vista privilegiada para o movimentado Chiado. R. Garrett, 104, Lisboa > T. 21 347 3133 > seg-sáb 8h-23h > €1,60 12. Confeitaria Nacional, Lisboa Não são apenas os bolos-rei que merecem a atenção (e as visitas) dos clientes da centenária Confeitaria Nacional, no Rossio, em Lisboa. Basta entrar e espreitar as vitrinas que se enchem de doces para ficar com vontade de ali tomar o pequeno-almoço ou o lanche. Mas antes de se escolher o bolo há tarte de amêndoa à fatia, scones ou brigadeiros, por exemplo peça-se um chocolate quente, seja ao balcão seja sentado numa das mesas. É preparado com chocolate em pó da marca portuguesa Imperial, à qual se adiciona o leite, e servido em chávena (€1,90 balcão, €2,15 mesa), copo (€2 balcão, €2,35 mesa ) ou num bule (para 2 pessoas: €3,35 balcão, €4,55 mesa). E porque nem sempre é fácil de encontrar mesa nesta que é a confeitaria mais antiga de Lisboa, gerida pela sexta geração da família do fundador Balthazar Roiz Castanheiro, evite-se por isso a muito concorrida hora do lanche . Pç. da Ribeira, 18B, Lisboa > T. 21 342 4470 > seg-qui 8h-20h, sex-sáb 8h-21h, dom 9h-21h > a partir de €1,90 No Delidelux o chocolate quente é feito com a marca francesa Monbana

No Delidelux o chocolate quente é feito com a marca francesa Monbana

Paulo Barata

13. Delidelux, Lisboa Antes de degustar o chocolate quente do Delidelux, em Lisboa, há que escolher primeiro a qual das duas lojas desta mercearia e cafetaria prefere ir: se a que fica perto da Estação de Santa Apolónia, com vista para o rio Tejo, se a que fica na Avenida Alexandre Herculano. Em ambas, a bebida é feita com chocolate da marca francesa Monbana, que se mistura com leite meio gordo, leite de soja ou leite sem lactose, consoante a preferência. A pedido, podem adicionar-se também natas. Av. Infante Dom Henrique > Cais da Pedra, Armazém B, loja 8 > T. 21 886 2070 > dom-qui 10h-22h, sex-sab 10h-23h > Av. Alexandre Herculano, 15A, Lisboa > T. 21 314 1474 > seg-sex 8h-22h, sáb-dom, fer 9h-23h > €2,90 simples, €3,20 com natas 14. Kaffehaus, Lisboa Para quem (como nós) aprecia beber uma chávena de chocolate quente, acompanhado por uma revista, o Kaffehaus, a dois passos do Teatro Nacional de São Carlos, no Chiado, é a opção certa. Inspirado nos cafés vienenses, ali há vários tipos de chocolate quente. O mais especial (e mais pedido) é o Hausgemachte heibe schokolade (€3,90), feito com chocolate vienense (como todas as sugestões, de resto) caseiro com mel, e servido com natas (€3,90). Há ainda o Sue’s hot chocolate (€4,90) com Cointreau (licor de laranja) e natas, e o Heibe schokolade mit rum, com rum (€4,60). R. Anchieta, 23 , Lisboa> T. 21 095 6828 > seg 12h-16h, ter-sex 12h-24h, sáb 11h-24h, dom, fer 11h-20h > a partir de €3,90 Na Versailles, o chocolate quente bebe-se ao balcão ou na mesa

Na Versailles, o chocolate quente bebe-se ao balcão ou na mesa

José Caria

15. Versailles, Lisboa É numa sala com tetos trabalhados e bonitos lustres que se pode beber chocolate quente nesta pastelaria lisboeta, fundada em 1922 e com nome do célebre palácio parisiense. Isto se preferir visitar a casa original nas Avenidas Novas, porque a Versailles tem, desde há um ano, mais duas moradas em Lisboa: na Rua da Junqueira, em Belém, junto do Museu dos Coches, e outra no Centro Comercial Colombo, no piso zero da Praça Central. Seja qual for a escolha, o ritual de preparação do chocolate quente é sempre o mesmo e inclui os seguintes passos: à mistura do chocolate em pó sem glúten (composta por 33% de cacau, açúcar de cana, farinha de semente de alfarroba e fécula de batata), adiciona-se o leite meio gordo. Av. da República, 15A > T. 21 354 6340 > seg-dom 7h30-24h > R. da Junqueira, 528, Lisboa > T. 21 822 8090 > seg-dom 8-22h > Centro Comercial Colombo > Av. Luisíada, Lisboa > seg-dom 9h-24h > €2 balcão, €2,70 mesa
1
1