expresso.sapo.ptexpresso.sapo.pt - 14 jan 18:12

Síria: Turquia adverte para ataque iminente a zonas curdas no país vizinho

Síria: Turquia adverte para ataque iminente a zonas curdas no país vizinho

O Presidente da Turquia advertiu este domingo para ataque iminente das forças armadas turcas às bases rebeldes dos curdos na Síria, para "limpar a fronteira do terrorismo"

Recep Tayyip Erdogan, advertiu este domingo para ataque iminente das forças armadas turcas às bases rebeldes dos curdos na Síria, para "limpar a fronteira do terrorismo".

"Podemos chegar de repente, de noite até à manhã", disse o Presidente da Turquia, após dois encontros com membros do seu partido, Justiça e Desenvolvimento.

O chefe de Estado turco alertou os curdos, porque, ameaçou, "o mínimo incidente nas fronteiras turcas será o sinal para se avançar" contra os rebeldes, aliados dos Estados Unidos, mas que a Turquia considera serem terroristas.

Recep Tayyip Erdogan revelou que o exército turco continuará a operação para "limpar a fronteira sul do terrorismo", em referência à área síria de Afrin, dominada pelas milícias curdas das Unidades de Proteção do Povo, aliadas dos Estados Unidos contra a Estado Islâmico.

A Turquia considera que as milícias são uma extensão da guerrilha curda no país, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão.

No sábado, as forças armadas turcas colocaram vários tanques na fronteira com Afrin e a artilharia atacou posições dos curdos na região.

Hoje, Erdogan voltou a criticar o apoio dos Estados Unidos às forças curdas e avisou, sem se referir expressamente à Administração de Donald Trump, estar a aguardar que forças norte-americanas não estejam ao lado das Unidades de Proteção do Povo quando a Turquia intervir militarmente em Afrin.

Apesar das críticas, o Presidente da Turquia afirmou que crê em "interesses comuns" entre os turcos e os Estados Unidos.

1
1