observador.ptobservador.pt - 12 jan 15:24

Juan Carlos encontrou-se com amante num barco, mas rainha chegou e amante foi atirada à água

Juan Carlos encontrou-se com amante num barco, mas rainha chegou e amante foi atirada à água

Há 20 anos, o rei Juan Carlos estava num barco com amante. A rainha Sofía chegou sem aviso prévio e só havia uma coisa a fazer: atirar a amante para dentro de água.

As histórias à volta de Juan Carlos e das centenas de amantes que o pai de Felipe VI ter�� tido ao longo dos anos são infindáveis. Umas mais verosímeis, outras menos, mas a verdade é que o antigo rei de Espanha foi protagonista de alguns episódios dignos de filme ou série de televisão. E esta semana tivemos direito a mais um.

O jornal italiano Corriere della Sera conta uma história com 20 anos – mas que não perdeu a graça com a idade. O então rei Juan Carlos estava num barco, ao largo de Itália, a desfrutar do seu dia de descanso na companhia de uma jovem modelo. Mas, de repente, o alerta vermelho acendeu-se junto aos seguranças do monarca: a rainha estava prestes a chegar ao barco.

E o que fazer, num barco, rodeado de água, para esconder uma amante da mulher? Simples. Os seguranças de Juan Carlos pegaram na modelo pelos braços e pelas pernas e atiraram-na ao mar. Era difícil existir melhor esconderijo. Segundos depois, eles próprios mergulharam para a salvar.

A rainha Sofía chegou, Juan Carlos sorriu e fingiu que tinha somente ido dar um passeio. Mas, como conta o Corriere della Sera, a história acabou por não ter um final feliz para o rei, já que Sofía o apanhou a mentir. É que Juan Carlos, que completou 80 anos na passada semana, disse que depois de caçar recolheria aos aposentos para descansar. A rainha chegou e o castelo onde estavam hospedados estava vazio.

No seguimento da insólita história, o El Español contactou Jaime Peñafiel, o jornalista que durante décadas acompanhou a família real espanhola. Ao jornal, Peñafiel negou “redondamente que estas informações possam ser certas”.

1
1