visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 8 dez 09:00

Como "a menina mais bonita do mundo" está a gerar um coro de críticas à mãe

Como "a menina mais bonita do mundo" está a gerar um coro de críticas à mãe

Anna Knyazeva tem apenas 6 anos mas já é uma estrela no Instagram, com mais de 600 mil seguidores. Muitos consideram-na "a menina mais bonita do mundo", mas não falta também quem ache que a sua segurança está em risco

A russa Anastasiya Knyazeva, mais conhecida por Anna, tornou-se conhecida através da sua conta de Instagram que já conta com mais de 600 mil seguidores. A conta é gerida pela mãe que, na última semana, tem sido bastante criticada por expor a filha na internet.

Anna é representada pela agência russa "President Kids Management" e já fez várias campanhas como modelo para marcas conhecidas no seu país.

A mãe da criança, também ela chamada Anna, começou a publicar fotografias da filha em Julho de 2015 quando esta tinha 4 anos e atualmente conta com mais de 800 publicações, a maior parte delas de sessões fotográficas.

Muitos são os comentários de seguidores que elogiam Anna e a apelidam de "a menina mais bonita do mundo" mas são também numerosos os utilizadores a criticar a mãe da pequena modelo por expor a vida da filha e a alertá-la para os perigos da exposição de uma criança nas redes sociais.

Anna têm fotografias com mais 100 mil gostos e centenas de comentários como "Que bonequinha tão linda" e "Linda! Uma princesa". Mas podem também ler-se comentários como "Espero que ela tenha oportunidade de ser uma criança como as outras, é muito bonita. Mas existem imensos monstros neste mundo e toda esta atenção pode levar as pessoas erradas até ela". Outros alertam ainda para a existência de pedófilos nas redes sociais, "A prioridade de uma mãe e de um pai é de proteger o seu filho a todo o custo. Sabe que os pedófilos vêm o perfil da sua filha, certo?".

Stephanie O'Leary, psicóloga e autora do livro Ser pai na vida real, alerta para os riscos escondidos da exposição de crianças na internet, "as redes sociais permitem aos outros fazer comentários e mesmo que a criança não os leia ou entenda neste momento, no futuro podem ter impacto negativo no que os outros dizem e publicam sobre ela".

A psicóloga acrescenta ainda que "como pai, colocar o filho na linha de fogo tem consequências que podem ser facilmente evitadas ao criar barreiras e ao partilhar informação apenas com pessoas conhecidas e que estão envolvidas na vida da criança e da família".

Também a psicóloga Emma Kenny disse ao Yahoo que "o problema em publicar fotografias de uma criança é, em primeiro lugar, o facto de partilharmos informação sem a permissão da mesma e, em segundo lugar, estar a criar uma voz que não é realmente a dela o que significa que as pessoas estão a conhecer a mãe e não a criança".

Outro dos problemas levantados pelos seguidores de Anna no Instagram tem a ver com o uso de maquilhagem e com a edição das suas fotografias.

Anastasiya segue assim os passos da modelo francesa, Thylane Blondeau, que tinha sido considerada a criança mais bonita do mundo em 2011 com apenas 10 anos. Thylane foi a mais nova rapariga a aparecer na capa da Vogue Paris. Agora, aos 16 anos, é embaixadora da L'Oréal e faz parte da agência de modelos IMG.

1
1