visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 8 dez 09:16

As intricadas regras do protocolo que ditam a quem deve Meghan Markle cumprimentar com uma vénia

As intricadas regras do protocolo que ditam a quem deve Meghan Markle cumprimentar com uma vénia

Fazer a vénia ou não fazer – eis a questão. E, para a noiva do príncipe Harry, a resposta não é assim tão simples. Ao fazer parte da família real, Megan Markle terá de aprender uma série de tradições, protocolos e regras de etiqueta

A entrada na família real de Meghan Markle traz consigo uma série de regalias – e uma série de responsabilidades. Entre elas, existem regras de comportamento que Markle terá de aprender para interagir com o resto da família real.

Uma delas passa por saber a quem se deve dirigir com uma vénia e em que circunstâncias - o que não é assim tão fácil quanto parece. Passamos a explicar:

Markle terá de reverenciar a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, que será sua cunhada.

Não terá, no entanto, de fazer vénia à condessa Sophie de Wessex, mulher de um dos irmãos do sogro. Excepto... quando o marido de Sophie, o príncipe Edward, estiver presente na mesma sala que ambas. Isto graças a uma regra antiga que diz que o status real da mulher é apenas validado pela presença do marido, explica o Mail Online.

Parece complicado, não? Prepare-se, porque está prestes a ficar ainda mais:

Sendo filha da rainha, a princesa Anne deverá também receber uma vénia de Markle.

O mesmo acontece para as princesas Eugenie e Beatrice, mas apenas se o príncipe Harry não estiver no mesmo espaço. Se Harry estiver presente, são as duas princesas que devem reverenciar Markle.

A prima de 80 anos da rainha, a princesa Alexandra, deverá receber uma vénia. Mas a cunhada de Alexandra, a princesa Michael de Kent, não.

Markle não terá de reverenciar a filha da princesa Anne, Zara Phillips. Contudo, se o príncipe Harry estiver presente, é Phillips quem deve fazer vénia a Markle.

No que toca aos homens, é tudo muito mais simples: se tiver o título de príncipe, é necessária a vénia; se não o tiver, Markle não precisa de a fazer.

A vénia faz parte da tradição da família real desde o século XVI, e veio substituir a técnica de reverência utilizada até então, o ajoelhar.

As regras atuais da vénia foram escritas em 2005 pelo secretário oficial da rainha Isabel II, e são seguidas ainda hoje pela família real.

1
1