expresso.sapo.ptexpresso.sapo.pt - 7 dez 20:27

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita comprou o quadro de Leonardo da Vinci que bateu recorde

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita comprou o quadro de Leonardo da Vinci que bateu recorde

Mohammed bin Salman foi o comprador do quadro “Salvator Mundi”, de Leonardo da Vinci, vendido pelo valor recorde de 450 milhões de dólares (380 milhões de euros). Obra vai seguir para o Museu do Louvre em Abu Dhabi

Mohammed bin Salman, príncipe herdeiro da Arábia Saudita, foi o comprador do quadro “Salvator Mundi”, de Leonardo da Vinci, vendido em leilão pelo valor recorde de 450 milhões de dólares (380 milhões de euros).

A notícia é avançada pelo jornal “Wall Street Journal”, que cita uma fonte do serviço de informações do governo dos EUA e uma figura saudita do mundo da arte ligada ao processo.

A obra vai seguir para o Museu do Louvre em Abu Dhabi, segundo foi anunciado na quarta-feira pelo recém-inaugurado museu, localizado na ilha de Saadiyat, na capital dos Emirados Árabes Unidos.

Em novembro, Mohammed bin Salman criou um comité anticorrupção que ordenou a detenção de 11 príncipes, quatro ministros e dezenas de ex-ministros.

O novo organismo – que pode emitir ordens de detenção e de proibição de viajar para o estrangeiro, além de poder congelar bens dos investigados e adotar outras medidas preventivas ainda antes de os casos chegarem a tribunal –, tem como objetivo investigar casos de corrupção detetados no reino.

Na mesma altura, o príncipe herdeiro destituiu o responsável da Guarda Nacional, o comandante da Armada e o ministro da Economia.

Ver Twitter

O quadro, um dos poucos do mestre do Renascimento existentes e o único na mão de particulares, foi vendido, no mês passado, pela leiloeira Christie's a um preço recorde.

“Salvator Mundi”, uma pintura de 66 centímetros, que data de cerca de 1500, mostra Cristo com vestes de estilo renascentista, a mão direita levantada em bênção e a mão esquerda em baixo a segurar uma esfera de cristal.

1
1