www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 7 dez 16:34

Portugal projecta entrar para “top 20” da Organização Mundial do Turismo

Portugal projecta entrar para “top 20” da Organização Mundial do Turismo

A falta de informação estatística sobre o sector do turismo foi um dos motivos para Portugal deixar de figurar em algumas listagens internacionais. Agora que novos esforços estão a ser feitos nesse sentido, já se vislumbra uma posição.

Portugal espera voltar a integrar os "rankings" de Organização Mundial do Turismo (OMT) com um novo protocolo assinado esta quinta-feira, 8 de Dezembro, para a produção de informação estatística do sector.

"Já conseguiremos chegar ao ‘top 20’ do ‘ranking da OMT", perspectivou a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, depois de assinado um protocolo de cooperação entre o Instituto Nacional de Estatística, o Banco de Portugal e o Turismo de Portugal.

Também esta quinta-feira, 7 de Dezembro, foram conhecidos o Inquérito ao Turismo Internacional e a Conta Satélite do Turismo, após vários anos de ausência.

"Deixámos de estar no ranking da OMT precisamente por não termos dados estatísticos sobre o número de turistas mas também no World Economic Forum e no ‘ranking’ da competitividade", considerou a secretária de Estado. A última vez que Portugal figurou na listagem da OMT, recordou, estava em 35º lugar.

Ana Mendes Godinho defendeu que o acesso à informação estatística dá "poder para planear, agir e corrigir" numa altura em que o sector do turismo representa já 12,5% do PIB nacional.

Um dos esforços está em trabalhar "mercados que deixam mais valor em Portugal", como Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, China ou Coreia do Sul.

Ana Mendes Godinho destacou as mudanças no perfil dos turistas em Portugal, exemplificando o facto de que 70 milhões dos 144 milhões de dormidas estrangeiras registadas em 2016 terem sido fora de estabelecimentos hoteleiros, com as segundas habitações.

Perante a crescente pressão turística em Lisboa e no Porto, um dos vectores da estratégia para o sector passa por aprofundar a noção de turismo sustentável. A partir de Janeiro de 2018, o Turismo de Portugal vai passar a disponibilizar um conjunto de indicadores para a medição dessa mesma componente. 

1
1