www.publico.ptpublico.pt - 7 dez 16:52

Cinema. O “biopic” de Freddie Mercury tem um novo realizador

Cinema. O “biopic” de Freddie Mercury tem um novo realizador

Bryan Singer tinha sido despedido esta semana do filme com Rami Malek na pele do vocalista dos Queen, pelo comportamento errático durante a produção. Já há substituto: Dexter Fletcher, mais conhecido como actor.

Esta semana, Bryan Singer foi despedido como realizador de Bohemian Rhapsody, o biopic de Freddie Mercury, o vocalista dos Queen que morreu em 1991. Isto depois de ter desaparecido várias vezes da produção e de ter entrado em conflito com o actor principal, Rami Malek, o protagonista da série Mr. Robot. Por sua vez, Singer, que realizou filmes como Suspeitos do Costume ou X-Men, acusou a FOX, o estúdio responsável pelo projecto, de não o deixar dedicar tempo a tratar de um problema de saúde de um dos seus pais, numa declaração enviada à revista The Hollywood Reporter.

Segundo o site Deadline, foi anunciado esta quinta-feira, três dias após a notícia do despedimento, o substituto de Singer: Dexter Fletcher. O britânico começou como actor nos anos 1970, tendo trabalhado ao longo dos anos com nomes como David Lynch, Mike Leigh, Guy Ritchie ou Matthew Vaughn, de quem é colaborador assíduo, e feito parte da série Irmãos de Armas, da HBO.

A estreia na realização deu-se em 2011, com Wild Bill, sobre um ex-condenado que tem de cuidar à força dos filhos. Desde então fez mais dois filmes, mas só Eddie, a Águia, de 2016, é que teve estreia entre nós. É um antecedente importante para o novo trabalho de Fletcher: o filme, produzido por Matthew Vaughn, é um biopic de Eddie Edwards, um tenaz desportista de salto de esqui que competiu por Inglaterra nos Jogos Olímpicos de 1988. E Fletcher não se irá ficar por aqui: já tinham sido anunciados planos para ele realizar um biopic de Elton John (que este ano fez um cameo em Kingsman: O Círculo Dourado, de Vaughn).

Faltam duas semanas para acabarem as rodagens, que irão ser retomadas em Londres na próxima semana, caso não haja filmagens extra. O nome de Singer dever-se-á manter no filme, já que a fotografia principal tinha sido completada, ainda não se sabendo se Fletcher será ou não creditado.

Este não foi o primeiro contratempo que o filme, anunciado há sete anos, sofreu: em 2013, Sacha Baron Cohen, que ia fazer o papel de Mercury, abandonou o projecto antes de começarem as filmagens.

1
1