expresso.sapo.ptexpresso.sapo.pt - 7 dez 17:49

Há mais uma saída na administração da PT: Sónia Machado

Há mais uma saída na administração da PT: Sónia Machado

A reestruturação da gestão na PT continua em ritmo acelerado, houve mais uma baixa na administração do operador. Sónia Machado responsável pela área jurídica deixou o cargo e vai ser substituída por João Zúquete

Desde junho de 2016 na administração da PT, Sónia Machado vai deixar a gestão executiva da empresa, confirmou o Expresso junto de fonte oficial da operadora. Sónia Machado, quadro da PT há alguns anos, era a responsável jurídica e de regulação.

Sónia Machado sai por razões pessoais, segundo informa a PT. O Expresso sabe que as questões jurídicas estão a ser reportadas há já algum tempo a João Zúquete, um dos gestores que acompanha a Altice desde que a empresa comprou a Cabovisão.

"Dando sequência a uma vontade manifestada no passado mês de outubro à gestão, Sónia Machado irá deixar as actuais funções de directora de regulação e serviços jurídicos da Altice, para se dedicar a projectos de ordem pessoal", explica fonte oficial da PT. A operadora acrescenta que estas funções serão integradas dentro do pelouro de Zúquete.

Sónia Machado vai continuar a colaborar com a Altice durante as próximas semanas para fazer a transição de dossiês, diz a PT, agradecendo a "dedicação e profissionalismo" demonstrados ao longo de anos.

A PT tem sido alvo de grandes mudanças na gestão no último mês, na sequência da reestruturação feita na liderança de topo da casa mãe, após a saída do presidente executivo da Altice, Michel Combes, pressionado pelos resultados decepcionantes do terceiro trimestre e queda abrupta das ações na bolsa de Amesterdão.

Poucos dias depois da saída de Combes, Cláudia Goya foi afastada da presidência executiva da PT, onde teve uma passagem meteórica de apenas quatro meses. Foi substituída por Alexandre Fonseca, há cerca de uma década a trabalhar para a Altice em Portugal e um homem de confiança de Armando Pereira, o acionista português do grupo franco-israelita que comprou a PT.

1
1