www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 15 nov 09:32

Acções europeias caem pela sétima sessão e juros avançam em dia de leilão

Acções europeias caem pela sétima sessão e juros avançam em dia de leilão

As bolsas do Velho Continente mantêm a tendência negativa registada nas últimas sessões. O preço do petróleo nos mercados internacionais mantém igualmente a tónica negativa registada já esta terça-feira.

Os mercados em números

PSI-20 desce 0,27% para 5.254,63 pontos

Stoxx 600 desvaloriza 0,62% para 381,48 pontos

Nikkei recuou 1,57% para 22.028,32

"Yield" a 10 anos de Portugal ganha 0,8 pontos base para 1,978%

Euro valoriza 0,34% para 1,1838 dólares

Petróleo cede 0,87% para 61,67 dólares por barril, em Londres

Bolsas continuam em queda

As principais bolsas europeias mantêm a tendência registada na última sessão, estando a generalidade das praças com sinal menos. Os sectores dos recursos básicos e da energia, penalizados pela queda dos preços das matérias-primas, são os que mais contribuem para o recuo dos índices.

O índice de referência, o Stoxx 600, desce 0,62%, para mínimos de quase dois meses naquela que é a sétima sessão negativa. O índice italiano lidera as desvalorizações no Velho Continente, recuando 0,77%, seguido pelo espanhol IBEX 35, que perde 0,73%. Em Lisboa, o PSI-20 recua 0,27%.

Juros a dez anos continuam abaixo dos 2%

Os juros da dívida pública portuguesa estão a registar uma subida ligeira na generalidade dos prazos. A dez anos, as "yields" portuguesas avançam 0,8 pontos base para 1,978%, estando assim as obrigações nacionais a aliviar ligeiramente das quedas recentes. As expectativas em torno do "rating" têm ajudado a justificar o movimento de queda das obrigações.

"Há alguma expectativa de mais um ‘upgrade’ no rating de Portugal", afirmou ontem à Reuters o analista Antoine Bouvet, da Mizuho, assinalando que os seus clientes "também gostam das obrigações portuguesas pois são uma boa forma de estarem expostos à periferia".

Esta quarta-feira Portugal regressa ao mercado de dívida para emitir bilhetes do Tesouro. O objectivo é obter até 1.500 milhões de euros num duplo leilão, com maturidades em 18 de Maio de 2018 e 16 de Novembro de 2018. 

Os juros da Alemanha, a dez anos, no mercado secundário cedem 2,5 pontos base para 0,372%. 

Euro nos 1,18 dólares

A moeda da Zona Euro continua a escalar face ao dólar, avançando 0,34% para 1,1838 dólares.

Este comportamento do euro pode ser ainda fruto de uma reacção aos dados do Eurostat, que validam a aceleração da economia europeia, com destaque para a Alemanha. O PIB da Zona Euro subiu 2,5% no terceiro trimestre (mais duas décimas do que no trimestre anterior), com a taxa de crescimento na Alemanha a acelerar para 2,8%. Na variação em cadeia, o PIB da maior economia europeia obteve um crescimento de 0,8%, duas décimas acima das estimativas dos economistas.

Petróleo prolonga queda

Os preços do petróleo estão a recuar nos mercados internacionais, com o Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as importações portuguesas, a descer 0,87% para 61,67 dólares por barril. O West Texas Intermediate recua 0,93% para 55,18 dólares por barril. A matéria-prima está a ser penalizada nomeadamente pelos dados dos inventários, que reflectem uma subida das reservas. Os dados do American Petroleum Institute mostram uma subida dos inventários em 6,51 milhões de barris na semana passada.


Além disso, a Agência Internacional de Energia que reviu esta terça-feira em baixa as previsões da procura mundial da matéria-prima em 2017 e 2018 devido à subida dos preços do barril e às temperaturas mais suaves do que o habitual no início deste inverno.

"O equilíbrio do mercado não parece tão certo em 2018 como alguns gostariam, pelo que não há um novo ‘normal’ no mercado que leva os preços acima dos 60 dólares", comentou a AIE.

Ouro em alta

O ouro está a subir pela terceira sessão, numa altura em que as acções caem, com os investidores a ponderar sobre a reforma fiscal nos EUA e à espera dos dados da inflação também nos Estados Unidos. O ouro sobe 0,32% para 1.284,33 dólares por onça.

1
1