www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 15 nov 13:14

Bancos emprestam quase cinco mil milhões em crédito ao consumo

Bancos emprestam quase cinco mil milhões em crédito ao consumo

O montante concedido nos primeiros nove meses deste ano representa um crescimento de 12% face ao período homólogo.

As instituições financeiras concederam 4.826 milhões de euros em crédito ao consumo nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal, esta terça-feira. Trata-se de um aumento de 12% face ao mesmo período do ano passado. Deste montante, mais de 40% é para a compra de carro.


Em Setembro, o novo crédito ao consumo ascendeu a 549,7 milhões de euros. Este montante elevou para 4.826 milhões de euros todo o dinheiro emprestado desde o início do ano. Um montante que representa uma média de 17,7 milhões de euros por dia em novo crédito ao consumo.


O crédito automóvel continua a ser o principal responsável pela evolução destas operações. De todo o dinheiro concedido entre Janeiro e Setembro, 41,5% destinou-se à compra de carro. Foram, no total, 2.003 milhões de euros. Este montante aumentou 21,2% face aos primeiros nove meses do ano passado.


Para o crédito pessoal para edução, saúde e locação financeira de equipamentos foram concedidos 42,5 milhões de euros (mais 19,8% do que no período homólogo). Já o crédito sem finalidade específica ascendeu a 1.989 milhões de euros (mais 7,7% do que no período homólogo). E quanto aos cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto foram emprestados 791,5 milhões de euros (mais 2,49% do que no período homólogo).  


Crédito para educação dispara em Setembro

O montante emprestado em Setembro contudo, registou uma queda face ao mês anterior. Desceu 2,5% face a Agosto, mês de férias por excelência dos portugueses. A justificar este desempenho estiveram, essencialmente, os vários segmentos de crédito automóvel, onde se verificou uma redução dos montantes emprestados. Foram emprestados 218,7 milhões de euros, menos 11,7% do que no mês anterior.


Pelo contrário, o crédito pessoal para finalidades como educação disparou num mês que é marcado pelo regresso às aulas. Foram concedidos 8,26 milhões de euros, mais 49,3% do que no mês anterior. E mais 14% do que no mês homólogo. Já em Agosto o montante concedido tinha registado um crescimento mensal superior a 33%.  

1
1