expresso.sapo.ptexpresso.sapo.pt - 15 nov 08:23

Possível reativação do Instituto da Droga adiada para 2018

Possível reativação do Instituto da Droga adiada para 2018

Segundo o secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Araújo, o Governo já pediu a avaliação do custo-benefício das várias alternativas postas em cima da mesa

O Governo não se conseguiu decidir e adiou a decisão sobre o novo modelo organizacional para a intervenção no campo dos comportamentos aditivos para 2018, avança o “Público” esta quarta-feira.

Em cima da mesa estavam duas opções: a reativação do ex-Instituto da Droga e da Toxicodependência ou o aprofundamento da integração nas ARS dos serviços de resposta ao problema das drogas.

“Numa área em que somos um exemplo em termos internacionais, as medidas que este Governo venha a tomar devem ser o mais fundamentadas possível para termos a certeza que vão melhorar a realidade atual”, explicou o secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Araújo, na segunda-feira no Parlamento.

Segundo o secretário de Estado, o Governo já pediu a avaliação do custo-benefício das várias alternativas postas em cima da mesa, além de ter pedido à Comissão Parlamentar de Saúde que promova, entre outras, a audição de autarquias, sindicatos, ordens profissionais e organizações não-governamentais.

No final de novembro, expira o novo prazo dado pelo Governo ao grupo de trabalho que, em fevereiro, foi criado para avaliar este problema.

1
1