sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 15 nov 09:04

Maior parte da população portuguesa não sabe para que servem os antibióticos

Maior parte da população portuguesa não sabe para que servem os antibióticos

52% dos portugueses acredita que os antibióticos conseguem tratar constipações e gripes

Segundo a Direção-Geral de Saúde (DGS), apenas um em cada três portugueses sabe para que servem os antibióticos. O número demonstra que Portugal ainda é um dos países europeus onde há mais falta de conhecimento relativamente a este tipo de medicamentos e que por serem muito usados são cada vez menos eficazes.

Esta falta de informação não seria tão grave se os fármacos fossem todos vendidos sob a prescrição de receita médica, no entanto, segundo o Programa de Prevenção e Controlo das Infeções e Resistência aos Antimicrobianos, nem sempre é esse cenário que se confirma.

A diretora do programa, Maria Rosário Rodrigues, afirmou à TSF, que “a venda com receita médica é o que está na lei, mas às vezes sabemos que aquilo que está na lei não é a regra e há mesmo alguns antibióticos mais simples que se vendem nos supermercados”.

“Há farmácias que cedem o antibiótico porque conhecem o doente. Sabemos que há fugas a estas regras e isso é o que determina muito o mau uso de antibióticos”, sublinhou Maria Rosário Rodrigues.

Segundo várias previsões, se esta situação não mudar, dentro de alguns anos a resistência a antibióticos pode matar mais no mundo do que acidentes de viação ou cancro.Assim, se a resistência não for controlada até 2050 estima-se que poderão morrer 10 milhões de pessoas por ano.

Segundo a DGS, apenas 30% dos portugueses sabem que os antibióticos não conseguem matar um vírus e 52% acredita que este tipo de medicamentos consegue tratar gripes e constipações.

1
1