eco.pteco.pt - 15 nov 13:58

Cebrián propõe Manuel Polanco para o substituir na Prisa

Cebrián propõe Manuel Polanco para o substituir na Prisa

O ainda presidente da Prisa, Juan Luis Cebrián, propôs o nome de Manuel Polanco para o substituir na liderança do grupo no próximo dia 31 de dezembro. A Prisa é (ainda) a dona da Media Capital.

O ainda presidente executivo da Prisa, Juan Luis Cebrián, propôs o nome de Manuel Polanco para o suceder na liderança do grupo. Polanco é, à data, vice-presidente da empresa espanhola que, em Portugal, detém a Media Capital, a dona da TVI. É ainda filho do já falecido ex-presidente do grupo, Jesús de Polanco. A substituição deverá acontecer no próximo dia 31 de dezembro, segundo o jornal espanhol El Economista.

A saída de Cebrián da liderança da Prisa era condição imposta pelos acionistas para aprovação de um novo aumento de capital. A empresa vê-se a braços com uma dívida elevada e parte dela vence já nos primeiros meses do próximo ano. É por isso que, em Portugal, aceitou vender a Media Capital à Altice, uma operação ainda sujeita à aprovação final do regulador da concorrência.

Juan Luis Cebrián está no cargo de presidente executivo da Prisa há já cinco anos, mas faz parte da empresa há quatro décadas. Apesar da saída da Prisa, continuará à frente do jornal El País, detido pelo grupo, e será presidente de uma nova fundação que vai ser agora criada.

“No primeiro dia de outubro, enviei uma carta ao presidente da Comissão de Sucessão da companhia, dizendo-lhe que queria dar início ao processo de sucessão de maneira organizada e rápida uma vez aprovado o aumento de capital”, disse Cebrián, citado pelo El Economista.

1
1