sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 15 nov 14:04

Zimbabué. Mugabe disse ao presidente sul-africano que está 'bem'

Zimbabué. Mugabe disse ao presidente sul-africano que está 'bem'

A situação está calma na capital do país e não há qualquer problema com a comunidade portuguesa

Em conversa telefónica com o presidente sul-africano, Jacob Zuma, o presidente zimbabuano, Robert Mugabe, disse-lhe que se encontrava confinado à sua casa mas que se encontrava bem, segundo comunicado da presidência sul-africana. 

Zuma, na capacidade de Presidente da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, já ordenou o envio de enviados especiais para o Zimbabué para se encontrarem com Mugabe e com as forças de armadas nacionais, que tomaram, esta manhã, o poder no país. Os enviados especiais serão o ministro da Defesa e Veteranos Militares, Nosivile Mapisa-Nqakula e o ministro da Segurança do Estado, Bongani Bongo. 

Antes de se dirigirem para o Zimbabué, os enviados especiais farão uma breve paragem em Angola para informarem o presidente angolano João Lourenço, também presidente dos órgãos de Política, Defesa e Segurança da da mesma organização internacional, sobre a situação em Harare, capital do Zimbabué. 

Portugueses em Harare

Fonte contatada pelo i garantiu que a situação na capital do Zimbabué está calma. As lojas estão todas abertas, as escolas continuam a funcionar e há apenas duas ou três ruas fechadas ao trânsito. 

"Está tudo normalíssimo", disse a mesma fonte por telefone desde Harare. 

Não há nenhum problema com a comunidade portuguesa, de acordo com a mesma fonte, embora em Harare se tenham ouvido tiros durante a noite. 

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, referiu à Lusa que apesar dos acontecimentos parecerem estar "circunscritos à dimensão política e aos atores políticos do Zimbabué", não estando a generalizar-se, "todos os cuidados devem ser tomados, nomeadamente nas deslocações ao centro da cidade, evitando zonas de grande concentração de pessoas". 

A situação apanhou desprevenido o embaixador português no Zimbabué, Ricardo Pracana, que se encontra ausente do país, tendo o regresso marcado para dia 23. Não se sabendo, no entanto, se, face a estes acontecimentos, irá antecipar a sua ida para Harare.

Calcula-se que o número de portugueses residentes no Zimbabué ronde as 1200 pessoas. 

1
1