eco.pteco.pt - 15 nov 07:39

REN: Aumento de capital torna “dividendo mais interessante”

REN: Aumento de capital torna “dividendo mais interessante”

Administrador acredita que mais acionistas vão afirmar compromisso na operação que visa financiar a compra da EDP Gás. Até porque o dividendo fica mais interessante com as novas ações mais baratas.

Ao emitir novas ações a um preço mais baixo, a REN considera que o aumento de capital vai tornar o dividendo da empresa “mais interessante”, esperando com isso atrair muitos investidores para conseguir realizar a operação de reforço de capital de 250 milhões de euros.

A REN RENE 0,08% prevê aumentar o capital através da venda de novos títulos com o preço de 1,877 euros, o que representa um desconto de 25% face ao preço teórico sem direitos de subscrição. O resultado deste aumento de capital vai servir para financiar a compra da EDP Gás, num negócio avaliado em 530 milhões de euros.

Para o administrador financeiro da REN, Gonçalo Morais Soares, este desconto representa uma oportunidade para os investidores. “Quando se faz esta operação, em que se emitem ações com um preço mais baixo, dada a nossa intenção de manter o dividendo (17,1 cêntimos), o dividendo ainda se torna mais interessante”, referiu o CFO (chief financial officer) da gestora da rede elétrica nacional em entrevista ao Jornal de Negócios (acesso pago).

Com cerca de 30% dos principais acionistas a indicarem um compromisso irrevogável de que vão participar na operação, o responsável diz que a empresa continua a “receber algumas intenções de acionistas e, até ao início do aumento de capital, uma percentagem maior de acionistas terá demonstrado o seu interesse em ir”.

Gonçalo Morais Soares revelou ainda que a REN deverá ir ao mercado com uma emissão de obrigações muito brevemente, procurando obter um montante entre 300 e 400 milhões de euros. “O momento do mercado continua a ser bom”, disse.

"Quando se faz esta operação, em que se emitem ações com um preço mais baixo, dada a nossa intenção de manter o dividendo (17,1 cêntimos), o dividendo ainda se torna mais interessante.”

Gonçalo Morais Soares

CFO da REN

1
1