observador.ptobservador.pt - 13 out 15:03

Este neto recriou as fotos do avô passados 50 anos. Eis as suas viagens em 28 fotos

Este neto recriou as fotos do avô passados 50 anos. Eis as suas viagens em 28 fotos

Quando o avô de Tomkins foi para um lar, ele decidiu mexer nas caixas de fotos para ver que aventuras tinha vivido. Afinal, Stephen Clarke adorava viajar. E o neto decidiu seguir-lhe os passos.

Dave Tomkins remexia nas caixas de fotografias empoeiradas que o avô, Stephen Clarke, tinha deixado num canto da casa em New South Wales, Austrália, antes de ir para um lar de idosos. Era o verão de 2009 quando Dave, um diretor artístico, descobriu 50 negativos de fotografias que o avô Stephen tinha tirado numa viagem por 17 cidades em sete países do mundo. Era como se o neto tivesse entrado numa viagem ao passado da Kong Kong, Veneza e Lisboa de há 50 anos. E decidiu voltar aos mesmos sítios por onde o avô tinha andado para recriar os seus passos.

Como as fotografias não tinham descrições, Dave Tomkins precisou da ajuda dos internautas: publicou algumas das fotografias num site e pediu aos seguidores que o ajudassem a identificar aqueles lugares. Não foi tarefa difícil, porque as imagens de 35 mm tinham uma qualidade “impressionante”, conta a CNN. Foi assim que começou a conhecer melhor o avô: “Como fazemos sempre quando temos cinco ou seis ou 10 anos, vamos ter com os nossos avós e tentamos dizer-lhes o quão maravilhosos somos, o quão bem está a correr a escola ou o futebol. Apercebi-me que passei muito tempo a falar de mim mesmo mas nunca realmente perguntei ao meu avô o que ele fazia, o que parece um pouco parvo”. Mas estava na hora de o fazer.

Stephen Clarke não estava a gostar da vida no lar de idosos, por isso Dave Tomkins quis dar-lhe novos motivos para sorrir: mostrou-lhe as fotografias antigas e pediu-lhe para contar as aventuras por que tinha passado. Mas Stephen não deu grande importância ao plano do neto: “Não estava interessado. Não se lembrava e não queria muito falar sobre aquilo”, disse ele. Em julho de 2013, Stephen Clarke morreu sem nunca contar a história daquelas viagens. Mas Dave Tomkins não quis desistir.

O entusiasmo de Dave sobre o plano de seguir os passos do avô começou quando, sozinho, conseguiu identificar algumas fotografias tiradas ali mesmo, na Austrália. Foi em 2014. Quando os italianos da Internet começaram a identificar as paisagens italianas, os portugueses começaram a identificar paisagens portuguesas e por aí adiante, Dave Tomkins começou a construir o mapa dos lugares por onde tinha de andar para seguir os passos do avô. Rapidamente percebeu que tinha de fazer uma viagem à volta do mundo. E o resultado é o que está na fotogaleria.

1
1