observador.ptobservador.pt - 13 out 13:49

Parlamento aprova voto de pesar pela morte de Pedro Romano

Parlamento aprova voto de pesar pela morte de Pedro Romano

O Parlamento aprovou esta sexta-feira, por unanimidade, o voto de pesar pela morte de Pedro Romano, a pedido do CDS-PP. O jornalista Pedro Romano morreu a 5 de outubro, aos 31 anos, em Braga.

O Parlamento aprovou esta sexta-feira, por unanimidade, o voto de pesar pela morte do jornalista Pedro Romano, que morreu no passado dia 5 de outubro, na sua terra Natal, Braga, seguido de um minuto de silêncio. O voto foi apresentado pelo grupo parlamentar do CDS-PP.

“Com uma inteligência marcante, Pedro Romano era reconhecidamente, e apesar da sua juventude, um dos melhores comunicadores e um dos mais promissores analistas da área da economia e finanças. A sua capacidade de comunicar e ensinar, a par de um refinado sentido de humor marcaram todos quantos com ele tiveram o privilégio de conviver”, lê-se no texto aprovado, que termina, citando uma passagem escrita por Manuel Esteves, editor de Economia do Jornal de Negócios: “O Pedro partiu e deixou-nos para trás, mas ficará para sempre no horizonte das nossas vidas”.

Pedro Romano era natural de Braga, licenciado e mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Minho e iniciou o seu percurso no jornalismo económico em 2008, tendo passado pelas redações do Diário Económico, do Jornal de Negócios e colaborando também com o Jornal Económico. Pedro Romano colaborava também com o Observador e geria o seu blogue “Desvio Colossal”. Trabalhou ainda como assessor de economia e finanças do grupo parlamentar do CDS-PP e da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

À família enlutada, o Observador transmite também as mais sentidas condolências.

1
1