rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 13 out 19:28

A surpresa, o golo e a felicidade do pai Leão

A surpresa, o golo e a felicidade do pai Leão

António Leão esteve em Oleiros e assistiu à estreia do filho pela equipa principal e a um golo que perdurará na sua memória. Sobre o futuro, o progenitor de Rafael, confia em Jorge Jesus para guiar o avançado até outros patamares.

António Leão é o pai de Rafael, o menino de 18 anos que, em Oleiros, vestiu a camisola da equipa principal do Sporting pela primeira vez. Uma eliminatória da Taça de Portugal que perdurará na memória do progenitor do avançado dos leões, que se deslocou ao interior do país, de surpresa, acreditando que este iria entrar em campo, mas longe de pensar que a estreia fosse coroada com um golo.

"Estou felicíssimo! Qualquer pai no meu lugar ficava feliz", desabafa António Leão.

O pai de Rafael revela que fez cerca de 200 quilómetros até Oleiros, sem nada dizer ao filho, "para ele não ficar preocupado". O progenitor, nesta conversa com Bola Branca, desfia o filme de uma noite "inesquecível" e que não podia ter terminado melhor.

"Quando ele fez o golo eu dei um pulo que até me aleijei num braço", um sofrimento abafado pelo contentamento vendo o seu filho a vingar entre "os grandes". "Sempre acreditei no meu filho, mas o que ele fez ontem é para toda a vida", atira enchendo-se de orgulho.

O miúdo acreditava

António Leão é uma pessoa crente e sabendo que Jorge Jesus havia convocado Rafael acreditou que este iria entrar e ajudar o Sporting, na 3ª eliminatória da Taça de Portugal.

A emoção "incalculável" de ver o filho a estrear-se pela equipa principal e logo com um golo, justificou o sacrifício dos quilómetros percorridos até ao interior do país que acolheu esta família de angolanos. Terminado o jogo, com uma vitória leonina por 4-2, António Leão surpreendeu o filho quando este interagia com os adeptos.

"Conversei pouco tempo com ele. Estava com um fã que lhe pediu a camisola e ele a rejeitar porque era a primeira na equipa A", começou por dizer.

Camisola para emoldurar

"Aquela camisola vai ser limpa, dobrada e vou fazer um quadro, para ficar perto da vitrine onde ele tem todos troféus que já ganhou como melhor marcador e jogador", assegura António Leão.

Rafael tem 18 anos, tem jogado pelos juniores e pela equipa B do Sporting, mas segundo o seu pai "Jorge Jesus vai fazer dele um homem grande".

António Leão revela que numa conversa entre ambos com Jesus, o treinador elogiou o jovem avançado. O pai de Rafael espera que o técnico da equipa principal "fique mais tempo no Sporting" para ajudar a projectar a carreira do filho Leão.

1
1