eco.pteco.pt - 13 out 16:49

BCP anima Lisboa em dia de Orçamento do Estado

BCP anima Lisboa em dia de Orçamento do Estado

O banco liderado por Nuno Amado disparou quase 2%, levando a praça lisboeta a encerrar acima da linha de água. A Pharol chegou a disparar mais de 3%, mas acabou por moderar os ganhos.

A bolsa nacional encerrou no verde pela terceira sessão consecutiva. Mas os ganhos foram ligeiros. O bom desempenho acompanhou o otimismo na Europa, mas foi sobretudo influenciado pela recuperação do BCP. Isto num dia em que as atenções estão todas viradas para a apresentação da proposta final do Orçamento do Estado para 2018.

O índice de referência nacional, o PSI-20, terminou ligeiramente acima da linha de água, acelerando 0,01% para os 5.457,96 pontos, com quatro cotadas no verde, 13 no vermelho e uma inalterada. Apesar de o BCP estar a oscilar entre os ganhos e as perdas nas últimas sessões, hoje o dia foi positivo para as ações do banco. A entidade liderada por Nuno Amado ganhou 2,07% para 25,13 cêntimos.

Praça lisboeta encerrou acima da linha de água

Ainda do lado dos ganhos, destaque para a Galp Energia. A petrolífera valorizou 1,51% para 15,43 euros, num dia marcado pela subida dos preços do petróleo nos mercados internacionais. A Pharol também acelerou 0,63%, depois de ter chegado a disparar mais de 3% durante a negociação.

A subida da praça lisboeta, ainda que ligeira, aconteceu num dia em que as atenções estão todas viradas para o Orçamento do Estado para o próximo ano, cuja proposta final será entregue pelo Governo esta sexta-feira. São já várias as informações veiculadas pela comunicação social, com a ressalva de que podem não ser a versão final. Além disso, esta é apenas uma proposta: até ao documento final do OE para o próximo ano que vai influenciar a sua vida, os deputados ainda vão o discutir na especialidade onde podem surgir casamentos improváveis.

1
1