eco.pteco.pt - 12 out 16:20

ūüďą As contas dos grandes em cinco gr√°ficos

ūüďą As contas dos grandes em cinco gr√°ficos

Benfica foi quem mais faturou e lucrou na √ļltima √©poca. Portistas apresentaram melhorias nos resultados mas continuam com preju√≠zos. Le√Ķes tamb√©m tiveram bom desempenho financeiro, mas faltou t√≠tulo.

Lucros e volumes de neg√≥cios hist√≥ricos para o Benfica, depois de ano de sonho dentro de campo. Portistas com contas no vermelho depois de √©poca aqu√©m do esperado. O Sporting tamb√©m apresentou resultados financeiros positivos, mas o t√≠tulo de campe√£o voltou a escapar aos le√Ķes. Assim foi a √ļltima √©poca financeira dos tr√™s grandes portugueses.

Lucros históricos para o Benfica, FC Porto no… vermelho

A par do bom desempenho alcan√ßado dentro de quatro linhas, os tetracampe√Ķes Benfica registaram lucros recorde de 44,5 milh√Ķes de euros, em resultado, sobretudo, das vendas de jogadores. O Sporting tamb√©m obteve resultados l√≠quidos positivos de 30 milh√Ķes. S√≥ o FC Porto se manteve no vermelho pelo segundo ano seguido: depois de preju√≠zos de 55 milh√Ķes na √©poca 2015-2016, registou uma perda de 34,5 milh√Ķes na √ļltima temporada.

Resultados líquidos dos três grandes

Fonte: CMVM

Benfica é quem mais fatura…

Excluindo os rendimentos com vendas de jogadores, sempre mais vol√°teis em fun√ß√£o do desempenho dentro de campo, o Benfica √© quem consegue apresentar a maior fatura√ß√£o por ano. O volume de neg√≥cios dos encarnados atingiu os 128 milh√Ķes de euros na √©poca passada em que voltaram a ser campe√Ķes. J√° o FC Porto alcan√ßou proveitos de 99 milh√Ķes de euros e o Sporting faturou 80 milh√Ķes. Estas receitas incluem direitos de televis√£o, publicidade, bilheteira e pr√©mios da UEFA, entre outras receitas comerciais.

Proveitos sem transferências dos três grandes

Fonte: CMVM

… e quem mais gasta

Por outro lado, o Benfica tamb√©m √© o clube mais gastador. As despesas da SAD encarnada fixaram-se nos 124,2 milh√Ķes de euros, custos que as receitas obtidas conseguiram cobrir e da√≠ ter apresentado um resultado operacional positivo. Algo que n√£o aconteceu com os portistas: tiveram despesas de 121 milh√Ķes para receitas de 90 milh√Ķes, resultando num d√©fice de explora√ß√£o. J√° as despesas dos le√Ķes ascenderam a 97 milh√Ķes.

Despesas sem transferências dos três grandes

Fonte: CMVM

Negócio portista continua com défice

Colocando todas as receitas e despesas nos dois pratos da balan√ßa, incluindo transa√ß√Ķes de passes de atletas, fica vis√≠vel que a SAD do Porto √© a √ļnica entre as sociedades dos tr√™s grandes que continua a apresentar um d√©fice nas suas opera√ß√Ķes. O resultado operacional incluindo transfer√™ncias situou-se nos -18,4 milh√Ķes de euros. J√° Benfica e Sporting conseguiram apurar excedentes operacionais de 63 milh√Ķes e 59,5 milh√Ķes, respetivamente. Muito √† custa das vendas de passes.

Resultado operacional incluindo transferências

Fonte: CMVM

O teu passivo é maior do que o meu

√Č sempre um ponto de discuss√£o aceso entre adeptos rivais: a quest√£o do passivo. Em termos gerais, isto representa a d√≠vida da SAD de um clube. Ainda que o Benfica tenha reduzido o seu passivo, ele continua a ser o mais elevado entre os tr√™s grandes nos 438,3 milh√Ķes de euros. Segue-se o passivo do FC Porto, que aumentou quase 40 milh√Ķes na √ļltima √©poca para 387 milh√Ķes. O Sporting √© dos tr√™s grandes que tem o menor passivo: 311 milh√Ķes.

Fonte: CMVM

1
1