www.cmjornal.ptJosé Diogo Quintela - 12 out 01:30

O aldrabão pródigo

O aldrabão pródigo

Segundo o MP, Sócrates recebeu 34 milhões em subornos e já gastou metade.
Vê-se que dedicou às suas finanças o mesmo cuidado que dedicou às do país.

A esbanjar assim não vai ter reforma. Felizmente, o Estado disponibilizou-se ontem para o amparar na velhice.

Nem é o esbanjar, é o esbanjar mal: Sócrates gastou uma fortuna em livros e outra em mulheres. Só que o livro era sempre o mesmo e as mulheres variavam.

Ora, um livro não melhora por se despender mais dinheiro nele. Já uma mulher, sim.

Mais valia gastar em vários livros e na mesma mulher. Teria conseguido uma estupenda, em vez de várias medianas. E foi este pródigo nosso PM.
1
1