desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 17 set 09:30

Análise Sporting 2-0 Tondela: Como construir um triunfo de trás para a frente

Análise Sporting 2-0 Tondela: Como construir um triunfo de trás para a frente

O Sporting venceu o Tondela por 2-0 na sexta jornada da Primeira Liga e é líder isolado do campeonato só com vitória. Frente aos homens de Pepa, Mathieu ...

O Sporting venceu o Tondela por 2-0 na sexta jornada da Primeira Liga e é líder isolado do campeonato só com vitórias. Frente aos homens de Pepa, Mathieu e Bruno Fernandes fizeram os golos de um triunfo que começou a ser construído de trás para a frente.

Na antevisão do jogo com o Tondela, Jorge Jesus afirmou que o mais importante no futebol é ganhar. Seja por muito, por pouco, ou mesmo pela margem mínima, são os triunfos que interessam para quem quer ser campeão. No encontro com a equipa beirã, o triunfo leonino – sexto seguido na Primeira Liga - começou a ser construído no setor mais recuado e prosseguiu até ao fim.

Para além do golo inaugural ter sido marcado por um defesa, uma vez que Mathieu abriu o marcador aos 12 minutos na cobrança de um livre indefensável (reveja o golo do francês), o sector recuado do clube leonino apresentou-se com qualidade na hora de quebrar qualquer tentativa beirã de criar problemas em Alvalade.

Os laterais subiam para assistir no ataque, mas nunca deixando as costas a descoberto. No centro, tanto Mathieu como Coates estiveram certos nas marcações sem deixar que os avançados adversários se voltassem para a baliza de Rui Patrício. Em qualquer situação menos cómoda estava a ‘muleta’ William Carvalho que trazia ainda mais segurança aos ‘leões’.

Meio-campo estabilizou para depois construir

Uma das características do encontro em Alvalade foi a clara superioridade do Sporting na batalha pela posse de bola (Os leões terminaram com 64% da posse do esférico). William Carvalho e Bruno Fernandes começaram a partida juntos no meio-campo e estiveram por cima das opções que Pepa apresentou na 'luta' por ter a bola.

Num jogo aguerrido como este, quem detinha o controlo dessa zona do terreno apresentava mais argumentos para criar ataque ao lançar os extremos na tentativa de marcar. No caso leonino, tanto Iuri Medeiros como Acuña desciam para oferecer linhas de passe para, de seguida, subirem ou esperarem a sobreposição do lateral.

Na prática, trouxe mais profundidade ao jogo dos ‘leões’ que, muitas vezes, acabavam por ter três homens num curto espaço a fazer tabelas para desposicionar os jogadores do Tondela e levar a bola para a frente.

Longe de ser o melhor jogo do Sporting esta temporada

Apesar da vitória e de terem sido a força dominante durante os 90 minutos este não foi o melhor jogo da equipa de Jorge Jesus esta temporada. Ao longo da partida notou-se intenção de cumprir processos que estão em vias de serem consolidados, mas com menos acerto, precisão e rapidez. A disposição tática do Tondela também não ajudou as intenções leoninas, uma vez que Pepa apresentou uma equipa coordenada e equilibrada atrás da linha da bola para, nas recuperações de bola, tentar sair em velocidade. A tática de “enervar o Sporting”, como revelou o técnico não foi eficaz porque tanto Mathieu como Bruno Fernandes (marcou mais um golaço que pode rever aqui com a camisola dos 'leões) tinham outros planos para o jogo.

Mathieu: "Feliz pelo golo mas o mais importante era a vitória" Ver artigo

A acrescentar a este ponto está ainda a ausência de Gelson Martins. Na forma de jogar dos ‘leões’, o ‘génio’ do extremo é um dos principais agitadores na hora de visar a baliza adversária. Iuri Medeiros tentou fazer a diferença - conseguiu até certo ponto -  mas sem apresentar o mesmo que Gelson traz ao ataque do Sporting.

A participação na Liga dos Campeões pode ser uma condicionante para a prestação leonina, uma vez que houve vários jogadores que estiveram no jogo da Grécia com o Olympiakos e repetiram a participação no jogo de ontem. Na última temporada, a equipa de Jorge Jesus, como o técnico defendeu em várias ocasiões, sofria as consequências dos jogos europeus. Com efeito, Fábio Coentrão teve mesmo de deixar o encontro por apresentar queixas físicas, como revelou Jorge Jesus na conferência de imprensa após o jogo. Doumbia, o homem que estava nas projeções do treinador para o encontro, acabou por não ter oportunidade de ir a jogo.

Têm a palavra os técnicos:

Jorge Jesus, treinador do Sporting:

"O objetivo principal era a vitória. Depois de competições europeias, todas as equipas vêm cansadas. O Sporting, em termos criativos, não foi aquilo que é mas mostrou-se com garra e com coração. As coisas não estavam fáceis, o Tondela criou dificuldades e só ganhamos com golos de grande distância. Mas depois do 2-0, a equipa teve o melhor período".

Pepa, treinador do Tondela:

"O Sporting mostrou ser uma equipa muito forte que nos dificultou a saída para o ataque. Sofremos um golo em que nada podíamos fazer. Na 2.ª parte esticámos a manta, mas depois sofremos mais um golo fantástico do Bruno e houve uma quebra"

Apontamentos:

Cristiano Ronaldo cantado nas bancadas

Em campo estavam as equipas de Tondela e Sporting, mas o Estádio de Alvalade cantou por…Cristiano Ronaldo. O jogador do Real Madrid esteve no reduto dos ‘leões’ com a namorada e o selecionador nacional, Fernando Santos, a assistir ao jogo e não passou despercebido. Nas bancadas, os 40.201 adeptos aclamaram o jogador que foi formado no clube.

Sócio número 4 homenageada antes do encontro

Antes de as duas equipas começarem o encontro, o Estádio de Alvalade silenciou-se pela memória de Maria de Lourdes Borges de Castro. A antiga atleta do clube era a sócia número 4 do clube leonino e faleceu esta semana aos 95 anos. No centro do grande circulo, os dois onzes, bem como o estádio inteiro, fizeram um minuto de silêncio.

História para Jorge Jesus na sexta vitória em seis jornadas

O treinador do Sporting orientou a equipa leonina para o sexto triunfo em seis jornadas e alcançou o seu melhor registo da carreira na Primeira Liga. Em 19 participações no principal escalão do futebol português, esta é a primeira vez que o técnico chega a esta fase com um registo imaculado.

1
1