pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 17 set 08:00

Microsoft vai criar suporte para Progressive Web Apps no Edge

Microsoft vai criar suporte para Progressive Web Apps no Edge

A Microsoft anunciou o apoio às Progressive Web Apps (PWA), no Edge, um projeto inicialmente idealizado pela Google para criar apps mais leves

A Microsoft, desde o lançamento do Windows 10, tem tentado criar um sistema operativo cada vez mais unificado e universal. Um dos seus grandes trunfos neste grande objetivo passava pela unificação do próprio núcleo do sistema operativo, mas a Microsoft tem trabalhado noutras frentes. Com o lançamento do Windows 10 anunciou também o Windows Universal Platform que permite criar aplicações que funcionam em todos os ambientes Windows e sem grandes mudanças ao nível de código.

Posteriormente lançou também o Project Centennial para colmatar a falta de aplicações na Windows Store e, mais recentemente, anunciou o apoio às Progressive Web Apps (PWA), inicialmente idealizadas pela Google.

As Progressive Web Apps são um conceito que hibridiza as web apps e as aplicações nativas que todos temos nos nossos dispositivos. As PWA têm as características multi-plataforma das web apps, a sua simplicidade de edição e aplicação dessas edições e também a sua facilidade de acesso e “instalação/atualização”. Para além disso, conjugam alguns dos atributos das aplicações nativas, entre as quais se destaca o “feeling” de estar a usar uma verdadeira app nativa, a sua segurança, as notificações push e a possibilidade de ser usada offline.

Como podemos constatar, as PWA têm grande potencial de desenvolvimento e podem vir a ser uma referência na forma como consumimos conteúdos online hoje em dia. Em hardware mais limitado poderá também ser muito interessante porque consome menos recursos e espaço em disco se compararmos com a versão “app nativa” correspondente.

Atualmente o único browser a suportar a execução das PWA é o Google Chrome. No entanto, tendo em conta o potencial sucesso deste projeto, já são vários os browser a tentar aliar-se à Google nesta iniciativa. Entre estes encontra-se o Microsoft Edge, que desta forma poderá contribuir para a escassez de aplicações disponíveis para o ecossistema Windows.

Microsoft Teams is now a PWA coming soon to the Windows Store @MicrosoftTeams #msedgesummit pic.twitter.com/DPWFuXETwQ

— Microsoft Edge Dev (@MSEdgeDev) September 13, 2017

A Microsoft anunciou que na próxima grande atualização do Windows 10 após a Fall Creators Update trará o suporte para o Edge executar este tipo de aplicações. Porém, a Microsoft não pretende apenas que o Edge execute este tipo de aplicações, pretendendo também que estas cheguem à Loja de Aplicações do Windows, que tenham uma integração mais aprofundada com a Cortana e com o próprio Windows 10, como a capacidade de terem as notificações interativas no Centro de Ação e também Live Tile.

Depois do lançamento do UWP que pretendia estimular o desenvolvimento de aplicações nativas para Windows, a Microsoft avança agora para as Progressive Web Apps com o objetivo de as trazer para o seu sistema operativo e desta forma tornar o Windows 10 mais completo e atrativo para os consumidores. Tendo plena noção da lacuna que enfrenta com o défice de aplicações disponíveis para Windows e também do seu objetivo de criar um verdadeiro ecossistema multi-plataforma, a Microsoft acaba de dar um passo em frente nestes seus objetivos.

O projeto das Progressive Web Apps conta também, desta forma, com um poderoso aliado nesta tentativa de se impôr nos hábitos e necessidades dos consumidores. Não devendo ser considerada uma adversária das aplicações nativas, as Progressive Web Apps devem ter uma abordagem de complementaridade às app nativas porque ambas têm focos distintos e os seus prós e contras. De qualquer modo, as Progressive Web Apps estão para ficar e poderão ser a porta de entrada para muitos projetos mais limitados e de menor envergadura.

1
1