eco.pteco.pt - 17 set 16:50

Pedrógão Grande: Três meses depois, 19 casas reconstruídas

Pedrógão Grande: Três meses depois, 19 casas reconstruídas

O fundo Revita, gerido pelo Estado para apoiar a reconstrução das casas consumidas pelo fogo de Pedrógão Grande, avançou que há 19 de 199 processos já concluídos. Quase todos já estão em andamento.

Constituído para apoiar a reconstrução das casas destruídas pelo grande incêndio de Pedrógão Grande, o fundo Revita conta neste momento com mais de dois milhões de euros, avançou a Segurança Social num comunicado. Segundo a nota, o fundo está a apoiar, direta e indiretamente, a reconstrução de 199 casas — 59 dos projetos, na maioria reconstruções integrais, estão sob responsabilidade direta do fundo.

“Até à data aderiram ao fundo 30 entidades, com donativos em dinheiro, em bens e em prestação de serviços. Os donativos em dinheiro ascendem a 2.034.309 euros”, lê-se no comunicado enviado às redações. O fundo está a funcionar em coordenação com a Cáritas Diocesana de Coimbra, com a União das Misericórdias Portuguesas e com a Fundação Calouste Gulbenkian, “que agregaram outros donativos, sendo responsáveis pela sua gestão”.

Estes protocolos de apoio às vítimas do fogo, que se focam, nesta primeira fase, nas casas de primeira habitação afetadas pelas chamas, abrangem os concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, mas também os concelhos limítrofes de Pampilhosa da Serra, Góis, Sertã e Penela.

“Foram atribuídos aos diversos fundos para reconstrução de 199 casas de primeira habitação, das quais 95% estão em andamento, com obras em projeto, em consulta de preço, adjudicação, consignadas, em execução ou concluídas. Deste conjunto, destacam-se as 73 casas que se encontram em fase mais avançada, nomeadamente 24 habitações com obra consignada, 30 com obra em execução e 19 concluídas”, refere a nota.

Diretamente ao fundo Revita está atribuída a “reabilitação de 56 casas, com um perfil de intervenção mais exigente já que se tratam, na sua maioria, de reconstruções integrais. Ainda que a execução financeira seja naturalmente mais faseada, estão neste momento em condições de passagem à fase de pagamento 23 processos”, sublinha a Segurança Social.

O fundo Revita é um dos fundos constituídos para a reconstrução de casas consumidas pelo fogo de Pedrógão Grande, que começou a 17 de junho e que provocou diretamente a morte a 64 pessoas. No início deste mês, Valdemar Alves, presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, disse ao jornal i que as três autarquias mais afetadas pelo incêndio “desconhecem o destino do dinheiro”.

1
1