rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 16 set 23:38

Costa quer dar continuidade às políticas que Governo tem seguido

Costa quer dar continuidade às políticas que Governo tem seguido

Líder socialista apela, por isso, ao voto no PS nas eleições autárquicas.

O secretário-geral do PS, António Costa, apela ao voto no seu partido no próximo dia 1 de Outubro, de forma a dar força para dar continuidade à política socialista dos últimos dois anos.

"É fundamental que no próximo dia 1 de Outubro as portuguesas e os portugueses dêem força ao PS para darmos continuidade a esta política dos últimos dois anos", sustentou.

Durante uma festa-comício que decorreu ao início da noite em Lamego, distrito de Viseu, o líder socialista sublinhou que para o seu partido ter mais força precisa de autarcas com a visão do candidato à presidência deste município, Ângelo Moura.

"Temos de crescer mais, criar mais emprego, ter mais riqueza, um desenvolvimento do país, mas para o fazermos é necessário que todo o país, todos os concelhos, estejam mobilizados e empenhados neste esforço", apontou.

Ao longo da sua intervenção, o também primeiro-ministro destacou a importância de se desenvolver todo o território nacional, contando com a ajuda dos municípios que vê como parceiros fundamentais.

"Nós não acreditamos num país a duas velocidades, onde há um litoral que se desenvolve e um interior que fica para trás. Durante muitos anos fui autarca: 11 anos deputado municipal, dois vereador da oposição e oito presidente de câmara, por isso sei muito bem como um município é decisivo para o bom desenvolvimento da sua terra e fundamental para o desenvolvimento do país", referiu.

No seu entender, para que no próximo dia 1 de Outubro os portugueses dêem força ao PS não basta votar.

"É preciso votar no PS e garantir que a eleição dos nossos candidatos para presidentes de junta, para presidentes da assembleia municipal e para presidentes da câmara municipal", frisou.

António Costa solicitou ainda a mobilização de todos para as próximas duas semanas, que antecedem o dia das eleições autárquicas.

"Mobilizar todos e dizer a todos que vale a pena: com um voto nós mudamos e com a mudança fazemos a diferença. E tal como a diferença está a ser feita no país, a diferença pode e vai ser feita aqui em Lamego, com o PS e com Ângelo Moura", concluiu.

O município de Lamego vem sendo liderado nos últimos 12 anos por Francisco Lopes (coligação PSD/CDS), que ficou impedido de se recandidatar devido à lei da limitação de mandatos e abriu caminho a Ernesto Rodrigues.

Na 'corrida' autárquica estão ainda o socialista Ângelo Moura, António Carreiro, pelo CDS, José Pessoa, pela CDU, e Alexandra Rodrigues, pelo BE.

1
1