pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 13 ago 15:00

Pplware Classics…

Pplware Classics…

Porque recordar é sempre bom, o Pplware traz aos seus leitores a sua habitual rubrica semanal de música. Apresentamos nesta rubrica as músicas que marcaram a nossa juventude ou o nosso passado recente e...

Porque recordar é sempre bom, o Pplware traz aos seus leitores a sua habitual rubrica semanal de música. Apresentamos nesta rubrica as músicas que marcaram a nossa juventude ou o nosso passado recente e que ainda ouvimos por serem marcos na nossa vida.

Podem encontrar música de estilos tão variados como o Rock, a música de dança e até o Pop que tanto gostamos. Os artistas são conhecidos, com as músicas que os fizeram famosos e tanto nos agradam.

Entrem então no artigo e vejam o clássico que escolhemos para hoje!

Podem deixar nos comentários os nomes das bandas que querem ver aqui no Pplware Classics. Vamos procurá-las por vocês e apresentar os seus êxitos mais marcantes.

Eis então o vídeo de música que temos hoje para os nossos leitores! Gabriel – Lamb

Lamb são uma dupla de música eletrónica, composta por Andy Barlow (instrumentação) e Lou Rhodes (voz).

Nascidos em Manchester (Inglaterra), Barlow e Rhodes conheceram-se em 1993, e logo casaram uma fórmula musical para um som que mistura um be-bop futurista, tons robustos de jazz e algumas batidas intemperadas. Os membros principais do Lamb foram sem dúvida Barlow e Rhodes, apesar de posteriormente a dupla ter se expandido para incluir o baixista Jon Thorne, o guitarrista islandês Oddur Mar Runnarson, e o baterista dinamarquês Nikolaj Bjerre.

Eles lançaram o seu primeiro álbum, auto-intitulado Lamb em setembro de 1996, o álbum de estreia, Lamb, lançado pela editora Fontana, revelou a voz melodiosa de Louise, em harmonia com as batidas eletrónicas e os samplers de Andy. Logo em seguida a este álbum, lançaram-se mais três álbuns e alguns singles nos 8 anos seguintes, culminando no lançamento do álbum “Best Kept Secrets”, in June 2004. (um Greatest Hit’s).

Os Lamb fizeram aquela que foi chamada de “sua ultima aparição ao vivo” em Paradiso, Amsterdam em Setembro de 2004, esse último Show foi filmado para um DVD ao vivo cujo lançamento era esperado para 2005, mas até março de 2007 ainda não havia aparecido. O lançamento deste DVD esta sendo planejado agora para o início do ano de 2008.

Embora os membros do grupo ainda não tenham decidido sobre um possível regresso do Lamb, ambos vem trabalhando numa grande variedade de projetos a solo, Rhodes estreou sua carreira a solo lançando o álbum “Belevoed One” em 2006, enquanto Barlow vem trabalhando num projeto chamado “Hoof” junto com Oddur Runasson, entre outros, (que também apareceram no álbum de Rhode) Barlow também vem trabalhando em um novo projeto, chamado “Luna Seed’s” com a vocalista Carrie Tree, e recentemente produziu o álbum “Distance and Time” do cantor britânico Fink.

Embora obtendo seu início em Manchester, os Lamb são mais associados ao Bristol-based trip hop, um som bastante popular durante os anos 1990, ao contrário do Trip Hop tradicional, o seu estilo é uma distinta mistura de Jazz, Dub, Breaks e Drum and Bass, com uma forte presença do Vocal, e em seus últimos trabalhos principalmente, nota-se inclusive alguma influência acústica. Enquanto os Lamb eram um verdadeiro fenómeno no Reino Unido, no resto do mundo, não eram muito conhecidos (apesar de garantir total distribuição),Portugal era uma exceção, eles alcançaram um grande sucesso no país, principalmente com o seu grande hit, “Gabriel”, do álbum “What Sound”, de 2001.

O grupo é também conhecido pelo trabalho experimental que eles produzem, um estilo distinto de produção, o estilo lírico apaixonado de Lou, e pelos seus videos artísticos, os quais eram muitas influências, desde “Cyberpunk”, passando por “George Lucas” ,”THX 1138″ até “Zen Buddhism.

De longe, a sua mais conhecida música é “Gorecki”, do seu álbum de estreia, a canção é inspirada na terceira sinfonia de “Henryk Górecki”, “The Symphony of Sorrowful Songs” (a sinfonia das tristes canções). Parte das letras de Gorecki foram usadas por “Baz Luhrmann” para uma das ultimas linhas de Satine em Moulin Rouge!

In Wikipedia

Siga o Pplware Classics no Spotify
1
1