www.publico.ptpublico.pt - 13 ago 20:24

Admirador de Assad e de Hitler atirou carro contra a multidão em Charlottesville

Admirador de Assad e de Hitler atirou carro contra a multidão em Charlottesville

Identificado autor do atropelamento em manifestação de extrema-direita.

James Alex Fields Jr., de 20 anos, que esteve na manifestação de extrema-direita com o grupo Vanguard America, é o condutor do carro cinzento que atropelou 19 pessoas e matou uma mulher em Charlottesville. Foi detido algumas horas depois, sob suspeita de homicídio em segundo grau, por um ataque em tudo semelhante aos atentados terroristas que o mundo se habituou a associar ao terrorismo inspirado pelo Daesh.

Foi fotografado com os manifestantes da Vanguard America – uma organização cujo site proclama, logo a abrir, que “a América está a ser atacada”, num manifesto que declara que “um Governo com base na lei natural não deve ceder a uma falsa noção de igualdade”. Judeus e “a patologia homossexual” são inimigos fetiche.

PÚBLICO - Foto James Alex Fields Jr., no momento da captura Departamento de Polícia de Charlottesville/REUTERS

A organização de extrema-direita, no entanto, emitiu um comunicado em que declara não ter laços com James Fields. Os jornalistas e activistas antifascistas que se dedicaram rapidamente a tentar descobrir mais sobre a sua identidade encontraram no seu perfil de Facebook – agora inacessável – elogios a Bashar al-Assad, o Presidente sírio que repetidas vezes bombardeou e gaseou a sua população.

O Washington Post diz que teria uma foto de Assad, em uniforme militar, com a legenda “invencível”. Também tinha imagens de Adolf Hitler em bebé, Pepe the Frog, suásticas e outros memes de extrema-direita.

Mas não é estranhar o seu fascínio com Assad e o regime sírio, que se tem tornado um ícone da extrema-direita americana, diz o diário de Washington. Sobretudo depois de David Duke, ex-dirigente do Ku-Klux Klan, o ter elogiado no Twitter em Março, descrevendo-o como “um líder fantástico".

Outras figuras importantes dos círculos de extrema-direita têm manifestado a sua admiração por Assad e pelos seus métodos, e expressado a sua desilusão depois de Donald Trump ter bombardeado uma base síria, em represália de um ataque químico feito pelas forças do Presidente sírio.

1
1