rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 13 ago 13:25

Fátima recorda cristãos forçados a fugir por causa da fé

Fátima recorda cristãos forçados a fugir por causa da fé

Arcebispo italiano Rino Fisichella dirigiu mensagem aos cristãos que são alvo de ataques, nomeadamente no Médio Oriente.

O arcebispo italiano Rino Fisichella, que presidiu à peregrinação do Migrante e do Refugiado, recordou este domingo em Fátima os cristãos perseguidos e forçados a fugir das suas casas por causa da sua fé.

"A primeira leitura que escutámos conta-nos a experiência do profeta Elias. É um homem que foge porque tem medo. Querem matá-lo, porque tem fé em Deus. Esta é hoje também a experiência de tantos nossos irmãos e irmãs, forçados a fugir apenas porque carregam consigo o nome de cristãos", afirmou o presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, durante a sua homilia, no Santuário de Fátima.

O arcebispo italiano fazia uma alusão aos cristãos que são alvo de ataques, nomeadamente no Médio Oriente, onde também outras minorias religiosas e muçulmanos são vítimas do autoproclamado Estado Islâmico.

Na noite de sábado, Rino Fisichella fez um apelo para que os cristãos fizessem "um sério exame de consciência", pedindo a todos para fazerem "algo por quem está em necessidade": por aqueles a "quem a tristeza tomou a dianteira", por aqueles que "deixaram de ter uma casa", por aqueles que são "objecto de violência e de opressão".

Já hoje, o arcebispo italiano aproveitou também a homilia para alertar para uma sociedade onde as pessoas são "incapazes de manter verdadeiras relações de amizade, de sinceridade e de amor", considerando que é na fé que se descobre "a verdadeira liberdade" e se encontra um horizonte "de paz e de alegria".

A peregrinação do Migrante e do Refugiado começou no sábado e termina hoje, no Santuário de Fátima.

1
1