www.publico.ptpublico.pt - 13 ago 23:30

PS ressuscita Festa da Pontinha, CDS adia Escola de Quadros e aposta em convenção autárquica

PS ressuscita Festa da Pontinha, CDS adia Escola de Quadros e aposta em convenção autárquica

Rentrées políticas vão prolongar-se até 9 de Setembro já com os olhos postos nas autárquicas. Além da música e da mensagem comunista, a Festa do Avante! aposta nos debates.

Com o pontapé de saída para a temporada política dado já pelos sociais-democratas, os partidos vão regressar ao activo a compasso nas próximas quatro semanas. Este ano, em vez de usar a Escola de Quadros para assinalar a sua rentrée, o CDS optou por uma convenção autárquica nacional, marcada para 9 de Setembro, em Lisboa. Será o último partido a fazer a rentrée, depois do Bloco (organiza o Fórum Socialismo de 25 a 27 de Agosto em Lisboa), do PS (que ressuscita a Festa da Pontinha, dia 26 de Agosto, em Faro), e do PCP (com a Festa do Avante! de 1 a 3 de Setembro na Quinta da Atalaia).

O local para a rentrée centrista foi especificamente escolhido para marcar também o arranque da campanha eleitoral da presidente do partido, Assunção Cristas, que se candidata à presidência da câmara da capital. Diogo Feio, director da Escola de Quadros, disse ao PÚBLICO que por causa das autárquicas, esta só se irá realizar em Novembro. Neste momento, a atenção dos dirigentes do CDS e também os meios do partido estão já concentrados no esforço eleitoral, justificou o dirigente centrista.

Ligar o regresso político às autárquicas é a estratégia usada também por socialistas e bloquistas. Os primeiros vão ressuscitar a Festa da Pontinha, de cariz eminentemente popular, prometendo encher a Praça da Liberdade, em Faro, na noite de sábado, 26 de Agosto. É assim o regresso do PS à baixa da capital algarvia, que em 1995, em vésperas de legislativas, assistiu a um duelo entre socialistas e sociais-democratas: Guterres marcou a Festa da Pontinha para o mesmo dia e hora da Festa do Pontal, que então ainda se fazia em Faro. Embora no distrito o PS tenha sido o partido mais votado há quatro anos, a câmara da capital de distrito é liderada pelo PSD, mas em 2013 perdeu a maioria absoluta

Os bloquistas apostam no Fórum Socialismo – Debates para a Alternativa, em Lisboa, para debater também o futuro das cidades, em especial de Lisboa, fazendo do seu candidato à câmara da capital uma espécie de anfitrião do evento onde se discutirão temas como o urbanismo, a ecologia, a ciência, a cultura e o trabalho.

Embora Jerónimo de Sousa também fale aos comunistas que estão de férias no Algarve amanhã (dia 15), no habitual convívio regional de Verão da CDU no parque de merendas de Monte Gordo, o primeiro fim-de-semana de Setembro é incontornável para os militantes e simpatizantes do PCP, cujos caminhos vão todos dar à Quinta da Atalaia, no Seixal. Além da música, e dos discursos de Jerónimo de Sousa na abertura e no encerramento (este de grande pendor político e onde o líder comunista não se deverá coibir de anunciar o caderno de encargos do PCP para a negociação do Orçamento do Estado para 2018), a Festa do Avante! tem diversificado a forma de fazer chegar a mensagem política a milhares de pessoas que ali vão pela oferta musical.

Além de exposições interactivas, este ano a festa contará com uma longa lista de debates em diversos palcos, destinados aos vários públicos que ali acorrem. Há temas incontornáveis como a saída do euro, a precariedade, o centenário da Revolução de Outubro, direitos laborais, crise do capitalismo, a crise na América latina; mas também tempo para diversos momentos de “solidariedade” dos comunistas portugueses para com países ou povos que se encontram em conflitos ou com graves crises políticas, como o Brasil, a Venezuela, a Colômbia ou Cuba, segundo fonte do partido enumerou ao PÚBLICO.

Depois do PS, os sociais-democratas têm o seu segundo regresso com a Universidade de Verão, entre os dias 28 de Agosto e 3 de Setembro. E este ano vão dar que falar, já que o ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva passará por Castelo de Vide para falar aos alunos sobre “Os Jovens e a Política: quando a realidade tira o tapete à ideologia” . Além do antigo primeiro-ministro e antigo líder do PSD, a universidade receberá também o deputado socialista Sérgio Sousa Pinto e nomes sociais-democratas como Paula Teixeira da Cruz, Miguel Poiares Maduro ou Carlos Moedas.

1
1