mag.sapo.ptmag.sapo.pt - 13 ago 10:37

Bons Sons mostra documentário sobre Cante Alentejano interpretado por estrangeiros

Bons Sons mostra documentário sobre Cante Alentejano interpretado por estrangeiros

“Cantadores de Paris – Autópsia de uma Montagem” é a proposta do realizador para o final do dia de segunda-feira, no Festival Bons Sons, onde vai “dissecar” a ...

“Cantadores de Paris – Autópsia de uma Montagem” é a proposta do realizador para o final do dia de segunda-feira, no Festival Bons Sons, onde vai “dissecar” a forma como está a ser feito o documentário sobre a criação de um grupo de Cante Alentejano, em Paris.

A particularidade é que no grupo, com cerca de uma dúzia de pessoas, “só há dois portugueses, que nunca tinham estado no Alentejo, e os outros são franceses e uma alemã”, afirmou Tiago Pereira, que desde janeiro está a produzir um documentário sobre este projeto.

Em Cem Soldos, Tiago Pereira irá “abrir o processo criativo às pessoas” mostrando, e comentando, cerca de minutos de sequências de filmagens “e partilhando ideias sobre a montagem do filme que estreará em outubro no DOC Lisboa, mas que “se o público fizer comentários pertinentes, pode ainda ser alterado”.

O documentário, que será também apresentado em Paris, ajudará a internacionalizar o Cante Alentejano interpretado pelo grupo, que, pela mão do realizador esteve em abril no Alentejo, para ser filmado a cantar com grupos nacionais.

A essas imagens se juntam outras, de atuações do grupo em locais emblemáticos de Paris, demonstrando que “pessoas de outras nacionalidades podem cantar com sentimento” melodias de uma cultura que Tiago Pereira quer divulgar “com verdade”, como antes se faziam com as canções a passarem de boca em boca.

Ou não fosse Tiago Pereira o fundador do projeto "A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria", que desde 2011 se tem dedicado à recolha e gravação de música popular e tradicional portuguesa.

Alguma da qual integra a programação do palco com o mesmo nome do projeto, que no Festival Bons Sons dá a conhecer nomes emergentes da música nacional, alguns sem qualquer álbum editado.

Sem quaisquer apoios para a divulgação de “A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria”, Tiago Pereira assegura ainda que, “enquanto viver o projeto continuara”, como uma “espécie de missão”.

A "Música Portuguesa a Gostar Dela Própria" começou por ser um canal na plataforma Vimeo, em 2011, e seis anos depois é uma associação cultural que tem um portal 'online', com cerca de 2.600 vídeos.

“Cantadores de Paris – Autópsia de uma Montagem” encerra na segunda-feira um ciclo de oito curtas-metragens apresentadas em Cem Soldos no âmbito da parceria entre este festival e o Festival Curtas em Flagrante.

Hoje José Cid apresenta na aldeia o espetáculo que tem por base o álbum de rock progressivo "10.000 anos depois entre Vénus e Marte", com uma temática de ficção científica.

Moços da Vila, Joana Barra vaz, Sonoscopia, Captain Boy, Sampladélicos, Samuel Úria e Orelha Negra passam também hoje pelo festival que encerrará na segunda-feira com Rodrigo Leão.

1
1