expresso.sapo.ptexpresso.sapo.pt - 13 ago 22:30

O X marca o local do tesouro

O X marca o local do tesouro

Se costuma acompanhar o mercado de smartphones, lembrar-se-á da entrada em cena da BQ. A marca espanhola diferenciava-se por disponibilizar equipamentos com um bom desempenho onde o fator preço era a grande mais-valia, relegando o design para segundo plano. A BQ continua a apresentar os mesmos trunfos, mas já cuida melhor da vertente estética

d.r.

Longe vão os tempos em que a marca espanhola BQ apresentava terminais com uma espessura considerável e linhas pouco atraentes. No fundo, terminais criados na China que só iam a Espanha para levar o logótipo. Este Aquaris X é leve e tem um design cativante, muito graças aos rebordos ovais. A moldura é metálica, mas a traseira já não tem direito a este material mais premium. É precisamente na traseira do chassis que o fabricante colocou um leitor de impressões digitais (a localização que achamos fazer mais sentido), que se revelou rápido a desbloquear o smartphone. Destaque-se também o facto de o ecrã ir praticamente de uma lateral à outra.

A BQ continua fiel ao seu ADN de apresentar um Android limpo. Quem detesta que o sistema operativo traga apps desnecessárias pré-instaladas, vai adorar o X – aqui, de raiz, apenas há lugar para as aplicações básicas da Google. Mas isto também pode pecar por excesso, já que, por exemplo, nem há um widget para a Galeria, é necessário recorrer ao Gestor de Ficheiros ou ao Google Fotos.

Jogar PES sem “engasganços”

Para um telefone que fica abaixo dos €300, os resultados obtidos nos testes por este X impressionam. Aliás, superam até os dos smartphones na casa dos €350 que testámos recentemente. Na nossa utilização conseguimos navegar de forma fluida mesmo com uma panóplia de aplicações abertas e até jogámos PES 2017, experiência em que não registámos “engasganços”.

No evento de apresentação dos novos Aquaris X (há também um modelo X Pro), a BQ falou muito das câmaras. Os resultados são simpáticos para esta gama de preço, mas as imagens captadas têm cores pouco vivas e os resultados ressentem-se muito em ambientes onde as condições de luz não são ideais.

Por outro lado, há muitos modos e parâmetros para explorar (manual, panorâmico ou HDR, por exemplo). Bem mais positiva foi a nossa experiência com a tecnologia Vidhance que a marca espanhola disponibiliza para ajudar a estabilizar a imagem quando estamos a gravar vídeos a andar ou a correr. Sentimos que é uma funcionalidade que faz realmente a diferença, pelo que achamos que, ao contrário do que sucede, até devia vir ativa por predefinição.

d.r.

Além do já mencionado sensor de impressão digital, este Aquaris X incorpora um conjunto interessante de tecnologias, como NFC e sistemas de navegação por satélite GPS, Galileo e Glonass. A porta USB Tipo C permite carregamento rápido e conseguimos aumentar a carga da bateria dos 13% para os 59% em apenas 30 minutos, sendo que foi necessária uma hora e meia para ficar totalmente cheia.

BQ Aquaris X

Preço: €289,90 | Ecrã: 5,2" FHD Quantum Color + (1920x1080, 423 ppi) | Processador: Snapdragon 626 de oito núcleos a 2,2 GHz | Memória: 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento | Bateria: 3100 mAh | Câmaras: 16 MP (f/2.0) e 8 MP (f/2.0) | Sistema operativo: Android 7.1.1 | Dimensão: 146x72x7,9 mm | Peso:153 g

1
1