ionline.sapo.ptionline.sapo.pt - 18 jul 09:27

Ronaldo. Ir num pé à China e vir noutro antes de pousar os dois em Madrid

Ronaldo. Ir num pé à China e vir noutro antes de pousar os dois em Madrid

Zidane prometeu-lhe 30 dias de férias e faz questão que o português os cumpra por inteiro. Fará uma interrupção para uma bateria de testes físicos e para se apresentar no Juzgado Número 1 de Pozuelo, no dia 31, por causa das questões fiscais que lhe imputam. Será dispensado de defrontar o Manchester United na Supertaça Europeia, em Skopje

A imprensa espanhola tem trazido diariamente a público a convicção de que não existe nenhuma inquietação sobre o futuro branco de Cristiano Ronaldo. Regressará o trabalho no final do mês de julho, em Valdebebas, cumprindo os seus 30 dias de férias prometidos pelo seu treinador, Zinedine Zidane, e antes de se apresentar no Juzgado Número 1 de Pozuelo, às 11 horas do dia 31 deste mês, para responder às acusações de fraude fiscal que lhe foram imputadas pela Hacienda de Espanha e que tão grande irritação e inconformismo provocaram ao capitão da seleção nacional.

Ronaldo está, neste momento, a caminho da China e já se mostrou curioso em relação ao desenvolvimento do futebol chinês e com vontade de assistir a um ou dois jogos do campeonato local. A hipótese da sua transferência para um clube chinês não passou de um folclore atontado sem qualquer base real. As novas regras do mercado no país, que impõem a entrega ao Departamento para o Desenvolvimento da Federação Chinesa de Futebol de uma verba idêntica à da transferência de qualquer jogador, vieram pôr um ponto final na loucura que se instalou nos últimos anos. A aquisição de um jogador por 100 milhões de euros, por exemplo, exige agora o pagamento de 200 milhões. Pretendem os chineses uma aposta maior nos jogadores locais, algo que também se refletiu em novas restrições à utilização de jogadores estrangeiros.

Todo o mal-estar de Cristiano Ronaldo em relação às diligências do fisco espanhol, que provocaram, no seu entender, impacto no perfil de retidão e seriedade que pretende que seja a sua imagem de marca, não abriram brechas na sua relação com o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que se mostrou desde logo disponível para falar com o seu jogador emblemático mal terminasse a Taça das Federações, disputada na Rússia durante o mês de junho.

Objetivo Barcelona

Cristiano Ronaldo tem já em mãos o programa de trabalho a que será submetido mal regresse a Madrid. Na próxima semana será sujeito a uma bateria de testes para aquilatar a sua condição física atual, sendo em seguida dispensado para mais uns dias de férias. É vontade de Zidane que o jogador continue a ter o acompanhamento que teve durante a última época, otimizando os treinos e não o sujeitando a desgastes desnecessários. De tal ordem que é oficial a sua dispensa da Supertaça Europeia que irá colocar frente a frente, em Skopje, o Real Madrid e o Manchester United. Só após completar dez dias de treinos é que será reintegrado na equipa, sendo dessa forma muito provável a sua presença na primeira mão da Supertaça de Espanha, em Barcelona, no dia 13 de agosto, data que precisa de ser ratificada pela federação espanhola. Recorde-se que Barcelona e Real Madrid vão defrontar-se nos Estados Unidos, em Miami, no dia 30 de julho, em jogo particular que se inclui na digressão dos dois grandes de Espanha à América do Norte.

Ao contrário do que sucedeu na época passada, quando se apresentou queixoso da lesão que o tirou da final do Campeonato da Europa, no Estádio de Saint--Denis, face à França, Cristiano Ronaldo vai, desta vez, apresentar-se sem mazelas. É convicção da equipa técnica que estará num bom momento quando a Liga Espanhola tiver início, a 19 ou 20 de agosto.

A provável exigência do jogo contra o United, comandado por José Mourinho – o que é acicate especial, como se calcula –, leva Zidane a conservar Ronaldo para uma fase mais adiantada deste início de época. Até porque este é o ano em que os merengues ambicionam o “sextete” – vitória nas seis provas que vão disputar: campeonato, Copa do Rei, Taça dos Campeões, Campeonato do Mundo de Clubes e as duas Supertaças referidas. E Ronaldo é o centro dos campeões europeus. Por seleções e por clubes.

1
1