www.publico.ptpublico.pt - 18 jul 09:30

Já há dois espaços comerciais a dar nome a estações do metro do Porto

Já há dois espaços comerciais a dar nome a estações do metro do Porto

Metro já fez acordos com donos de empreendimentos comerciais no Viso e a nova estação do Outlet de Vila do Conde abre nos próximos dias. Outras paragens podem também mudar de nome.

A Metro do Porto prevê abrir ainda este mês a nova estação na linha vermelha (B), junto ao complexo comercial do Vila do Conde Porto Fashion Outlet. Com os trabalhos a decorrerem no ritmo previsto, a empresa não prevê atrasos no arranque da operação comercial. Os horários de Verão do metropolitano, que entraram em vigor neste domingo, já contemplam até a paragem na estação VC Fashion Outlet, uma das duas primeiras da rede com um nome associado a uma marca comercial.

Um olhar atento aos suportes de informação do metro revela um segundo acordo e mudança no nome de uma outra estação, a do Viso, no Porto, que passa a chamar-se Via Rápida-Viso, por referência a um espaço comercial com várias lojas recém-aberto a poente da estação. Fonte da Metro do Porto explica que esta é uma política que a empresa pretende alargar a outras paragens, como forma de angariar receitas. Os designados acordos de naming implicam um contrato de três anos, com contrapartidas financeiras que variam em função da visibilidade e importância da estação, em termos de movimento de pessoas, acrescentou.

A Metro do Porto vê nestas operações uma forma de melhorar as suas contas, nas quais a publicidade e o naming valem já entre dois e três por cento das receitas anuais. E, por isso, nos próximos tempos, é possível que estações como a de Sete Bicas, próxima do Norte Shopping, ou do Estádio do Dragão, próxima do antigo Dolce Vita, actual Alameda Shop & Spot, passem a ter nomes associados àqueles complexos comerciais, aos quais se acrescentam sempre a localização.

No caso da segunda, a indicação actual, Estádio do Dragão, foi uma opção da Metro, sem qualquer acordo comercial com o FC Porto, porque a empresa entendeu que seria vantajoso deixar claro, aos clientes, que a Linha Azul serve, naquele local, ponto de destino/origem de dezenas de milhares de pessoas, em dias de jogo. E, na verdade, o metropolitano tem-se revelado um meio de transporte muito procurado, chegando a haver, quando se justifica, reforço de capacidade, em dias de grandes eventos desportivos.

O Estádio do Dragão é o ponto terminal sul da Linha Vermelha, cuja viagem, desde o extremo norte, na Póvoa de Varzim, passará a demorar mais dois minutos, com a nova estação VC Fashion Outlet – Modivas. As obras ainda decorrem, mas as composições que circulam nesta linha já estão a cumprir os tempos de viagem que incluem a paragem neste local, devendo, nos próximas dias, parar efectivamente, para testes.

Esta nova estação, esperada desde a inauguração desta linha, há mais de uma década, servirá essencialmente o fluxo de trabalhadores e clientes das lojas instaladas neste complexo comercial, mas o acordo entre a Metro e os donos do outlet incluiu a construção, ao lado da paragem do metropolitano, de um parque de estacionamento dedicado para os utilizadores do transporte público, em regime de park & ride.

Desta forma, os habitantes da envolvente poderão deixar ali os seus automóveis desde que pretendam viajar na rede de metro, passando a ter acesso ao serviço expresso, que só pára nas principais estações do troço entre a Póvoa de Varzim e a Senhora da Hora e não serve as outras duas estações da freguesia de Modivas.

Nesta mesma linha, mais a norte, na estação de Vila do Conde, a Metro está a proceder aos primeiros trabalhos de arranjo de um terreno que, ao longo da última década tem servido de aparcamento de dezenas de veículos, sem quaisquer condições. Os trabalhos, que decorrem em período de férias, quando é menor a utilização deste espaço, devem estar concluídos até ao final desta semana, de modo a que ele possa voltar a ser utilizado na segunda-feira, informou a empresa.

Tal como o presidente da empresa tinha anunciado numa entrevista ao PÚBLICO, em Março, nesta fase a Metro está apenas a limpar e a regularizar o terreno, que ficará para já com uma cobertura em tout-venant (mistura de brita), prevendo a seguir a construção, neste espaço, de um parque de estacionamento condigno para a principal estação deste concelho, uma obra a definir, e a realizar, em parceria com a Câmara de Vila do Conde. 

1
1