www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 18 jul 12:43

Social Tech: Montepio acelera startups de inovação social

Social Tech: Montepio acelera startups de inovação social

Programa do Montepio arranca com 12 equipas, sem limites de idade e de áreas de intervenção social

O Montepio está a reforçar a aposta no empreendedorismo e vai arrancar, em setembro, com o primeiro programa de aceleração de inovação social. A partir do programa Montepio Social Tech, a Caixa Económica vai apostar em 12 startups, em várias fases de desenvolvimento. A melhor proposta vai receber um prémio de 10 mil euros.

“A economia social tem de se rejuvenescer e criar outros princípios de gestão. É preciso atrair pessoas com formação e que olhem para a economia social como uma oportunidade. É necessário fazer o bem para terceiros”, assinalou, durante a apresentação, Fernando Amaro, responsável da direção comercial de economia social do Montepio.

O Montepio Social Tech vai arrancar com 12 equipas, entre 2 e 4 pessoas. Não há limitações de idade ou de fase de maturidade da startup. “O nosso objetivo é que os 12 projetos tenham capacidade de entrar no mercado”, reforçou Fernando Amaro.

O programa de aceleração irá começar a 19 de setembro e durará 12 semanas. Na primeira fase, as equipas terão duas semanas de formação; a formação arranca no início de outubro, no Impact Hub Lisbon, e permitirá desenvolver o modelo financeiro e de negócio, fazer o diagnóstico do problema social e preparar o dossier para atrair investidores. O demo day está previsto para a última semana de novembro.

As inscrições para o projeto estão abertas até 3 de setembro através desta página. As 12 equipas serão escolhidas mediante critérios como compromisso e dedicação, o perfil académico e profissional de cada um dos membros, o potencial de geração de receitas do projeto e o modelo de impacto. Em suma, de acordo com Fernando Amaro, “cada hora investida tem de ter impacto na sociedade. Este empreendedor está mais preocupado com isto do que o resultado financeiro. Isso mede-se num aumento de qualidade de vida e integração social”.

Entre as 12 equipas, estão participantes quer do hackaton Hack for Good (Fundação Calouste Gulbenkian) quer do programa Santa Casa Challenge.

O Montepio Social Tech conta com parceiros como o Laboratório de Investimento Social, Fundação Calouste Gulbenkian, Impact Hub Lisbon, Santa Casa, Microsoft, Deloitte, Universidade Católica e Universidade do Porto. Esta é a fórmula encontrada pelo Montepio para dar um “contributo para uma economia mais humana, mais inclusiva e mais social”, nas palavras de João Lopes Raimundo, administrador da Caixa Económica para a Economia Social.

1
1