www.jornaldenegocios.ptPatrícia Abreu - 17 jul 20:10

Plano de Trump já não convence os investidores  

Plano de Trump já não convence os investidores  

Apesar da divulgação de indicadores negativos, há um factor adicional que está a pressionar a moeda americana: Donald Trump.

Donald Trump chegou à Casa Branca com grandes ambições. Na mala trazia um plano de milhões de dólares para animar a economia e acelerar o emprego, mas seis meses depois de ter assumido o comando da maior economia do mundo, o Presidente norte-americano continua sem implementar as desejadas medidas do Trumpnomics. E o dólar começou a ressentir-se. Segundo os analistas, citados pela CNBC, a agenda de Donald Trump passou a ser negativa para a nota verde, com a divisa a ter de contabilizar agora uma espécie de "desconto Trump". "Muitas pessoas entraram no ano à espera de um grande estímulo do Trumpnomics, potencialmente um grande corte de impostos, infra-estruturas", destacou Richard Clarida, estratego da Pimco. Sem sinais de estímulos e com o Congresso a debater a reforma do programa da saúde, o especialista realça que há um "desapontamento" no mercado, que está a ter impacto negativo no dólar. Os especialistas notam, assim, que apesar da divulgação de indicadores negativos, há um factor adicional que está a pressionar a moeda americana: Donald Trump. É que os investidores já não se deixam convencer por palavras. É preciso passar à acção.

Jornalista 

Donald Trump chegou à Casa Branca com grandes ambições. Na mala trazia um plano de milhões de dólares para animar a economia e acelerar o emprego, mas seis meses depois de ter assumido o comando da maior economia do mundo, o Presidente norte-americano continua sem implementar as desejadas medidas do Trumpnomics. E o dólar começou a ressentir-se. Segundo os analistas, citados pela CNBC, a agenda de Donald Trump passou a ser negativa para a nota verde, com a divisa a ter de contabilizar agora uma espécie de "desconto Trump". "Muitas pessoas entraram no ano à espera de um grande estímulo do Trumpnomics, potencialmente um grande corte de impostos, infra-estruturas", destacou Richard Clarida, estratego da Pimco. Sem sinais de estímulos e com o Congresso a debater a reforma do programa da saúde, o especialista realça que há um "desapontamento" no mercado, que está a ter impacto negativo no dólar. Os especialistas notam, assim, que apesar da divulgação de indicadores negativos, há um factor adicional que está a pressionar a moeda americana: Donald Trump. É que os investidores já não se deixam convencer por palavras. É preciso passar à acção.

Jornalista 

1
1